quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Falcon Slot Cars - Uma nova marca

 Falcon Slot Cars é um novo fabricante que se apronta a fazer a sua chegada. As imagens disponíveis da sua primeira criação, os Porsche 908/3 Turbo, não revelam do que se tratam verdadeiramente estas miniaturas, mas a primeira impressão que nos fica, é de modelos dinâmicamente próximos dos SRC ou Fly e em termos de reprodução, estamos perante modelos extremamente angulosos e de formas declaradamente erradas, como é o caso das asas verticais que suportam o aileron.
 Tendo estes carros uma frente bastante arredondada, não é essa a sensação que nos transmitem as fotografias até nós chegadas. Poderão as intenções ser boas, mas ou muito nos enganamos, ou estaremos perante mais um flop.

Sideways - A surpresa

Chegou o primeiro Lancia Stratos Grupo 5 da Sideways. E afinal, para nossa surpresa, não nos chegará nenhuma das míticas decorações, mas uma versão totalmente negra e baça, comum nos modelos que na época serviam como base para homologação. Não deixa no entanto de ser uma surpresa amarga, pois não seria exactamente isto que se esperava.
Mas chega também mais uma versão do BMW M1 de Grupo 5, com uma decoração que não gera consenso, mas que reproduz o melhor de todos os M1 construídos para aquele campeonato.

Renault 5 Grupo 2 - Le Mans MIniatures

 Disponível a partir desta semana, encontrar-se-á este belo Renault 5 de Gr,2 oficial, participante no Rali de Monte Carlo em 1978 pelas mãos de Jean Ragnoti, tendo-o terminado na segunda posição final. Trata-se de uma surpreendente criação da Le Mans Miniatures, mas senti-mo-nos extremamente gratos pela sua criação, já que além de bonito, é também detentor desse extraordinário resultado.
 E a miniatura em si, denota a extrema qualidade habitualmente posta em cada um dos seus modelos. O único e eventual senão, poderá prender-se com a provável falta de características dinâmicas, já que tratando-se de uma realização em resina poderá encontrar-se penalizado em termos de peso.
Obrigado e parabéns Le Mans Miniatures.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Mais dois da Slot.It para 2017

 A Slot.It anuncia mais uma versão para o Porsche 962C KH e outra para o Nissan R90CK. Em ambos os casos, é indiscutível que se tratam de modelos com apelativas decorações, ao mesmo tempo que se comprova o excelente filão que representam os Porsche 956/962 para a Slot.It.
Venham eles....

1º Campeonato Raid Slot Luso Galaico - Prestes a arrancar

Vai levar-se a efeito a partir do dia 25 de Fevereiro o primeiro campeonato Luso-Galaico, destinado a modelos de TT e aos associados de cada um dos clubes organizadores.
Repartido entre Portugal e Espanha, este campeonato percorrerá as instalações da Mosslot, em Espanha, do Slot Clube do Porto, Guimarães Slot Clube e GT Team Slot Clube, finalizando-se esta iniciativa com uma concentração num verdadeiro festival TT, em Tui, Espanha.
As categorias admitidas são as habituais T1, T2, T3, T5 e como novidades, as T2 Scaleauto e T-Retro, sendo que esta última fará parte do programa, apenas na prova de fecho do campeonato.
Os regulamentos pelo qual se regerá esta iniciativa, serão os mesmo do organismo espanhol URRS.
Cada participante poderá apostar em duas das categorias para as quais pontuará, mas admitindo-se a sua participação na totalidade das categorias.
Todas as provas se encontram agendadas com início às 9:30h, devendo ocupar-se a totalidade do sábado.
 Mais uma iniciativa que elevará o nível da modalidade nacional e espanhol, dada a qualidade dos praticantes em presença.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Audi R8 LMP Slot.It - o segundo



Com a referência SICA33A, a Slot.It edita o seu segundo Audi R8 da categoria LMP, no que será também o seu primeiro lançamento do ano de 2017 e depois de nos ter feito chegar o mesmo modelo, mas na sua versão vencedora de Le Mans no ano 2000.

 Trata-se do modelo que participou na prova de Adelaide, na Austrália e com a curiosa decoração alusiva ao meio selvagem que caracteriza grande parte daquele território.
 A sua singular decoração não deixará muitos indiferentes, dada a sua originalidade e exuberância das suas côres.

 Sem dúvida um belo exemplar, que foi igualmente trazido até nós pela Scalextric/SCX, o que vem provar que esta decoração não poderá ficar esquecida por quem quer que edite este modelo.
 

domingo, 15 de janeiro de 2017

Segunda prova do "Troféu Slot Car NSR - Aston Martin & Porsche"

 Decorreu nas instalações do GT Team Slot Clube, a segunda jornada do campeonato destinado aos Aston Martin e Porsche 911/997 do fabricante NSR e onde cada piloto pode participar com ambos os modelos.
 E como cada piloto pode fazer a sua opção quanto ao modelo que privilegia para iniciar a prova, é sempre possível ver-se Aston e Porsche misturados, embora a classificação se faça distintamente e por modelo, mas também existindo no final uma classificação conjunta em que cada piloto soma os pontos obtidos com cada um deles.
Mas era Augusto Amorim a iniciar-se de Aston Martin, quem ditaria o mote para a luta pela vitória. Quem quisesse vencer, teria que fazer mais do que as suas 127 voltas, uma marca já verdadeiramente notável e elevada. Paulo Mendes de Porsche, sentia-se verdadeiramente incapaz de o seguir, assim como aconteceria igualmente com os restantes participantes com os Porsche, como foram os casos de David Azevedo, César Amorim e Rui Mota, que acumulavam sucessivos despistes.
 Os homens de Viana do Castelo, Nuno Mendo e Luís Pinto, começam a ser presença assídua nos nossos campeonatos, registando-se em cada participação os esperados progressos. Também Miguel Carvalho tem conseguido desta feita manter-se presente e David Fernandes, faltoso na prova de inauguração, mostrou-nos desta vez ao que vinha.
 Com uma excelente exibição com o seu Porsche, verdadeiramente ao nível dos melhores Aston Martin, David Fernandes viria a vencer naturalmente a sua manga, surpreendendo mesmo com as 126 voltas conseguidas. Seguiu-se-lhe Miguel Carvalho, tendo Nuno Mendo levado a melhor sobre Luís Pinto, apesar da proximidade numérica das voltas.

 A quarta manga compunha-se de alguns dos mais capazes de atacar o registo de Augusto Amorim.
 Paulo Mendes, Rui Mota e César Amorim perfilavam-se como os mais aptos, mas o azar haveria de bater à porta de Paulo Mendes, o que lhe retiraria qualquer veleidade de aspiração à vitória. E assim e depois de César Amorim não aguentar o ritmo imposto por Rui Mota, seria este último a tentar atingir a marca de Augusto Amorim. E no final, acabariam por ser os metros a atribuir a primeira posição a este último. Mas os azares atingiriam também David Azevedo no seu Aston Martin, o que o relegaria para a última posição da manga e Augusto Amorim ocuparia a terceira posição, num desempenho também nada condizente com as suas capacidades velocistas.

 Na quarta e última manga encontrava-se uma vez mais David Fernandes, um piloto sempre capaz de surpreender. E se com o Porsche já havia feito um brilharete, o que contar dele agora, que iria de Aston Martin? E de facto o seu andamento era uma vez mais surpreendente, mas acabaria também ele por vêr a sua máquina pregar-lhe uma partida, quando após um acidente o berço do motor partia. Era para si o fim de uma sexta-feira notável, mas as corridas também são compostas de sortes e azares.
 E assim, era Miguel Carvalho quem levaria a melhor nesta última manga, logo seguido de Luís Pinto e Nuno Mendo.
 E feitas as contas finais, Rui Mota sagrava-se o vencedor absoluto e dos Aston Martin nesta segunda jornada, enquanto David Fernandes na terceira posição final, levava a melhor na armada Porsche.
O melhor representante na classificação conjunta acabaria por ser Augusto Amorim ao ter conseguido a segunda posição absoluta e igualmente segundo nos Aston Martin e com o Porsche, uma sexta posição final e terceiro melhor representante da marca alemã.

 No pódio final da prova, um Porsche teima em querer aparecer, desta feita o do jovem David Fernandes.


Na classificação dos Porsche, David Fernandes acabaria por vencer, seguido de Paulo Mendes e Augusto Amorim.

Nos Aston Martin Rui Mota levaria a melhor, seguido de Augusto Amorim e César Amorim.
Mais uma etapa concluída esperando-se agora que as fasquias se tornem cada vez mais difíceis de transpôr, dada a evolução sobretudo das máquinas, mas também de alguns dos pilotos.

Inauguração da pista de velocidade do Guimarães Slot Clube

 O Guimarães Slot Clube organizou uma prova de resistência para modelos clássicos, como forma de reabertura da sua pista de velocidade que havia estado inoperacional durante alguns meses, após remodelação daquele extraordinário espaço.
 A prova teve início com a habitual prova de qualificação, cuja equipa "Gémeos Team", a dupla mista constituída pelo vimaranense do GSC, Paulo Relvas e o bracarense Rui Mota do GT Team Slot Clube, aos comandos de um Mc'Laren da Slot.It, tiveram a honra de abertura.
Encontravam-se presentes três fabricantes, a NSR com um Ford P68 por parte da "Castros Team" pai e filho, três Ford GT 40 da Slot.It, dois Mc'Laren do mesmo fabricante e ainda dois Lola T70 MK III do novíssimo fabricante Thunder Slot.
 Mas ficou na qualificação claro, que a equipa "GT Team/ART" com o Lola T 70 MK III da Thunder Slot da qual faziam parte Paulo Mendes e David Azevedo se superiorizavam claramente à restante concorrência. Com um brutal modelo, cedo se percebia que a concorrência se encontravam longe e que apenas um percalço maior, lhes retiraria a anunciada vitória.
Mas a qualificação ditava que as equipas "ToworkFord" e "Ases do Asfalto" poderiam ambicionar ao mais alto dos degraus, caso algo viesse a correr mal aos antecipados vencedores.
 Paulo Mendes e David Azevedo percebiam o quanto a prova jogaria a seu favôr.

 De Espanha vinha a equipa "Ovelhas Negras", formada por pai, mãe e "su niña", numa extraorninária e simpática forma de se estar no mundo dos slot cars. Sem ambições, mas com muita vontade de saber estar e gozar a modalidade


 De Braga vinham ainda apenas observadores, numa outra forma de se viver a modalidade.
 Já alinhados na grelha e prontos para o início da prova, encontravam-se os modelos após as respectivas escolhas de calha, de acordo com a sequência dos registos da qualificação.
 E os pilotos assumiram igualmente as suas posições.



 E ao fim da primeira calha, onde os candidatos naturais à vitória ficariam de fora, pela opção de iniciarem a mesma na calha virtual, ditava como líderes os homens da casa do "SC 1968 Slot Team", seguidos surpreendentemente pelo "Gémeos Team" e ainda os "Ases do Asfalto", outra das equipas da casa, ambas com menos uma volta. do que a equipa comandante. Seguia-se-lhas a equipa "ToworkFor" na quarta posição mas ainda muito próxima, surgindo depois na quinta posição a "Maga/Mig", mas já a alguma distância.
 Na segunda manga entrava a equipa do "GT Team/ART" e com eles a confirmação da sua clara superioridade. Mas os comandantes anteriores perdiam a liderança vindo a caír para a quarta posição, enquanto os "Ases do Asfalto" e "Gémeos Team" trocavam de posição entre elas". A equipa "Ovelhas Negras" ficava-se pela última posição, fruto da sua saudável e modesta forma de estar na modalidade, mas também pelo menos competitivo estado de preparação da sua máquina.
 E a partir daqui, foram poucas as mangas onde se registariam alterações na classificação, pois estavam mais ou menos definidos os andamentos e posições de cada equipa, verificando-se algumas reviravoltas, resultado de alguns percalços pelos quais algumas das equipas foram passando.


 Na quinta manga, a equipa "ToworkFor" que vinha ocupando a quinta posição, assumia um lugar acima, enquanto o quarto classificado a até aí, a "SC 1968 Slot Team", caía para o sétimo lugar.
 Mas os segundo e terceiro classificados eram quem mais centrava atenções, já que o primeiro lugar se encontrava antecipadamente entregue. E entre estas duas equipas e embora a "Ases do Asfalto" se mantivessem na segunda posição à algumas mangas, viam atrás de si a "Gémeos Team" fazer perigar a sua posição, fruto de forte andamento imposto tanto por Paulo Relvas como Rui Mota.


 E a penúltima calha viria a ser decisiva para a definição de segunda posição final, já que a "Gémeos Team"  empreende a sua última participação de faca nos dentes, roubando o segundo lugar aos seus directos adversários. Foi no entanto muito interessante assistir e tentar perceber qual destas equipas levaria a melhor, já que ambas se mostraram muito fortes em termos de rapidez, mas sobretudo consistência de andamentos.
 Mas já no final e como resultado de uma cremalheira a entregar a alma ao criador no carro da "Maga/Mig", assistíamos à subida da "SC 1968 Slot Team" à sexta posição por troca com aqueles.

 Em cima o modelo vencedor do "GT Team/ART" e em baixo, o pódio dos três primeiros, onde a supremacia esteve do lado dos modelos da "Thunder Slot".


Em primeiro lugar, a "GT Team/ART", constituída por David Azevedo e Paulo Mendes.

A segunda posição pertenceu à "Gemeos Team", composta por Rui Mota e Paulo Relvas

Na terceira posição ficaria a "Ases do Asfalto", com Carlos Afonso e Luís Azevedo
 Mais uma excelente jornada sobretudo de convívio, mas também de acesas e salutares lutas na nossa querida modalidade. Bem haja o slot e os belos momentos que daqui podemos retirar.
Obrigado à organização do Guimarães Slot Clube e a todos com que conseguimos conviver e fazer valorizar este nosso hobby.