terça-feira, 30 de julho de 2013

Campeonato GT's NSR - Terceira prova

A terceira jornada do Campeonato GT's NSR, viu-se privada da presença de três dos seus principais protagonistas, sendo eles, Luís Azevedo, Bruno Martins e Paulo Gonçalves.
No entanto, o rol de pilotos presentes fez jus ao elevado nível da jornada anterior e conseguiu manter um endiabrado andamento. A formula utilizada, em que se isentam as mangas por opção com a utilização de calhas virtuais manteve-se, o que deixa os pilotos expectantes relativamente ao desfecho final.
As presenças femininas têm-se tornado uma realidade, o que muito brevemente poderá mesmo trazer às lides uma ou duas participantes. Vontade existe e serão sempre muito bem vindas.
Mas a prova trouxe-nos a confirmação de um Paulo Mendes e o seu Audi de rapidez extrema e sem rival à altura. Mas na luta pela liderança, assistiu-se a um Augusto Amorim em belíssima forma, tendo mesmo melhorado substancialmente as suas performances relativamente à prova anterior. E com a ausência de Luís Azevedo e Bruno Martins, Rui Mota que também denotou subida de rendimento, asseguraria a terceira posição final. David Azevedo seguir-se-lhe-ia, tendo visto imediatamente atrás de si, o pequenito David Fernandes. Trata-se de um quinto lugar que só vem comprovar o que andávamos a alertar. Este miúdo vai dar que falar.
O azarado da jornada foi mesmo José Pedro Marques que se viu obrigado a trabalhos forçados no seu Corvette durante o decorrer da prova, vindo a terminá-la na 10ª e última posição.
Para as 6ª e 7ªs posições assistiu-se a uma luta interessante entre o Mika e o Kikas, tendo o segundo mostrado muito mais controlo sobre o traçado da pista, enquanto via igualmente uma melhoria de forma por parte do seu Porsche. No entanto, uma volta separá-lo-ia de Mika Monteiro que obteria a 6ª posição. César Amorim no 8º lugar, não ficava longe dos seus antecessores, numa clara confirmação também de excelentes dotes de pilotagem. Tivesse tido ele um Porsche melhorado e certamente o veríamos com outro resultado.
Francisco Matos acaba por ser de todos os participantes o mais penalizado, pois soma dificuldades bem penalizantes. Um Corvette pouco colaborante e sempre a trocar de punhos, acrescido ainda da falta de treinos, proporciona-lhe um cocktail algo explosivo, reflectindo-se tudo num resultado menos digno, pois a 9ª posição obtida, poderá ser bem melhorada.

O Audi de Paulo Mendes tem mostrado uma ímpar dinâmica, só disfarçada pela réplica proporcionada pelo Chevrolet Corvette de Augusto Amorim.
Mais uma bela jornada, num campeonato em que o binómio Paulo Mendes/Audi R8, têm sido intratáveis.
Classificação na prova: Clique aqui
Classificação no Campeonato: Clique aqui