segunda-feira, 6 de junho de 2016

Sideways BMW 3.20 Gr.5 - Os imperdíveis

A família 3.20 da Sideways encontra-se em franco e saudável crescimento, o que saudamos com especial agrado, não tivesse este sido dos primeiros Gr.5 a despertar em mim enorme apetência por este tipo de carros de competição.
E após a chegada das evoluções referentes às épocas de 77, 78 e 79, estamos já perante um significativo número de hipóteses de reprodução de outras marcantes versões e das quais não nos encontramos a par das intenções do fabricante.

Mas se algum deles me marcou significativamente, a participação em Le Mans com o modelo decorado por "Roy Lichtenstein" e inscrito por Hervé Poulain no ano de 1977 e que terá sido o único destes exemplares a participar em Le Mans, é justamente disso exemplo.
O seu nono lugar na classificação geral e segundo da Classe IMSA, vem cimentar mais ainda a referência que este modelo assumiu também nos anais da prova francesa.

Roy Lichtenstein a posar junto da sua obra, aquando da exposição levada a cabo pela própria BMW, como forma de comemorar o 40º aniversário dos seus modelos dedicados à série "Art Car".



Trata-se de uma versão da primeira série e cujo molde da Sideways é igual e serviu para a edição dos BMW laranja sob o patrocínio da "Jägermeister". Portanto, apenas a vontade da sua edição se torna necessário e assim, permitirem-nos desfrutar desta peça verdadeiramente imperdível.
 Em pleno desempenho no decorrer da clássica francesa.

Mais algumas imagens deste bem decorado 3.20 que serviu para associar a arte à competição automóvel.

Mas se este foi para mim sobejamente marcante, as versões oficiais e inscritos para pilotos a despontar e inscritos oficialmente como "Júnior Team", marcam outra escala de grandeza a não desperdiçar.
Tratam-se das versões decoradas sob as côres também elas oficiais da BMW.
Mas esta decoração fez igualmente parte dos campeonatos norte americanos em modelos inscritos pelo representante da marca naquele continente.
Espero pois, que ambos venham a fazer parte dos catálogos de intenção de edição destas belas máquinas.
E agora outra questão.
Será que a Sideways se ficará por aqui, ou arrisca ir mais longe recriando evoluções do 3.20 que chegaram ao patamar do quase absurdo?

Pois, o bonito 3.20 chegou mesmo a ter este aspecto muito pouco próximo da versão que lhe deu origem.
Sobretudo a adopção de um óculo traseiro absolutamente descaracterizado, proporcionam-nos uma imagem muito pouco familiar e que nada tem de comum com este germânico de eleição.



Mas a versão que nasceu sob patrocínio da "Rodenstock", foi mais longe ainda ao ponto de acabar apenas por ficar como referência a característica grelha destes modelos.

Uma frente cujo prolongamento dos guarda-lama se ligam a um longo spoiler, ajudam mais ainda a uma imagem cada vez mais distante do mais tradicional 3.20 de Gr.5.

E será que a Sideways entrará por aqui?
E quanto à série "John Player Special", será o 3.20 o senhor que se segue?