quinta-feira, 30 de junho de 2016

Sideways, mais um Beta


A Sideways aproveita esta época em que as novidades se mostram menos efervescentes, para nos fazer chegar mais uma versão do Lancia Beta Montecarlo. 
 E que modelo este, já que aos seus comandos estiveram Gilles Villeneuve / Walter Rohrl / Christian Geistdorfer, uma super tripla de respeito que participou no Giro D´Itália de 1979, mas que acabaria a mesma desqualificado.
 Mas apesar do seu excelente aspecto, este modelo não corresponde a coisa nenhuma. É que os Beta que participaram nesta prova, eram os de capôt traseiro curto. Além disso, uma série de pormenores vão marcando as diferenças para o mais convencional Beta de Gr. 5.
Poderemos enumerar como pormenores marcantes e diferenciadores, para além dum capôt curto e bastante distintivo, a peça situada entre este e a porta, surge com novo desenho na parte correspondente à entrada de ar para os radiadores, acrescentando-se também na parte superior, uma tomada de ar extraordinária e em formato triangular. Neste particular, a Sideways manteve a forma original dos Beta, simulando esta entrada de ar com uma pintura a preto.
Também os habituais piscas laterais frontais deveriam ter desaparecido, para dar lugar à sua inclusão mesmo à frente e abaixo da extremidade mais externa da grelha onde se incluem os faróis. Estes foram montados em posição longitudinal, pela existência das tomadas de ar para os travões.
Uma pena este verdadeiro barrete que este fabricante com créditos firmados nos tenta enfiar, pois trata-se de um modelo que arrasta consigo um significado muito especial.

Algumas imagens desta histórica participação dos Beta modificados.