sexta-feira, 21 de abril de 2017

Iguais, mas tão diferentes...

Depois dum valente interregno, a renascida Avant Slot traz-nos alterações de grande monta. A aparente igualdade entre modelos da primeira série e os das novas séries, escondem a grande alteração e nova aposta que este fabricante nos traz.
 Abordemos a questão a partir do Alpine Renault A310 V6, cuja primeira versão nos trouxe um belíssimo Alpine com as cores da "Calbersson". De edição mais recente é o modelo com as côres da Regie, um modelo em que imperam o amarelo, preto e branco, numa conjugada solução cromática de estética bastante agradável também.
E para começar, desaparece a habitual embalagem, à imagem da Slot.It, em que existia uma envolvência em cartão. Também a base do mini-modelo foi substituída por uma muito ao jeito da Fly e onde a própria fixação destes às bases, se faz por parafuso plástico. Atrás do modelo, surge um rectangular cartão com a impressão do nome do fabricante e onde no verso consta a respectiva referência deste Alpine.

A imagem superior, mostra as originais caixas da Avant Slot.
Mas é mecânicamente que se fazem as alterações de verdadeiro relevo, já que se optou agora por uma nova solução mecânica. A opção de motorização angular desaparece, para se optar pela montagem do motor em linha.
 O novo chassis vem equipado com berço independente onde se monta motor em linha e perde-se o braço basculante do patilhão. A sua fixação deixou de ser de quatro pontos, para passar a ser de três, sendo de aperto único na traseira e duplo à frente. Para isso e uma vez que o aperto era e continua a ser feito na traseira directamente na bandeja porta pilotos, esta foi modificada, surgindo três pilares, o que permite ainda a opção do antigo chassis para estas novas carroçarias. O motor foi também alterado, desaparecendo os habituais motores pintados a rosa e surgindo um cuja caixa é envolvida por papel verde.
A qualidade do material do berço do motor é francamente fraca, onde a fixação do eixo traseiro se faz deficientemente.
Parece estar-mos francamente numa aposta uns valentes furos abaixo do que conhecíamos, o que é francamente desagradável. A perda do braço basculante vai-se fazer notar em pista. Quanto à posição inline do motor, não parece crítico, uma vez que existe sempre a possibilidade através de uma mudança de berço, optar-se por outra escolha.
Em cima, a alteração das bases entre as versões da primeira e segunda séries.