domingo, 15 de outubro de 2017

Matra MS670B 1973 frente a Matra MS670B 1974 - Slot.It

 A chegada da nova versão da Matra por parte do fabricante italiano Slot.It, merece um comparativo com o anteriormente editado, no sentido de perceber-se se poderão existir diferenças dinâmicas entre ambos, já que repartem o mesmo chassis e a semelhança das carroçarias é significativa.
 A notória diferença entre a tonalidade dos azuis, algo a que não nos poderemos pronunciar pois desconhecemos se terá havido mesmo essa diferenciação na realidade apesar da convicção da manutenção do mesmo tom de azul, faz-se notar quando posicionados os modelos lado-a-lado. Também varia o comprimento das carroçarias, já que de 73 para 74 esta diminuiu, tendo a mesma acontecido na secção frontal, redesenhada e encurtecida.
 Vistos pela parte inferior, percebe-se o quanto sobra à frente entre chassis e carroçaria, nesta nova versão do Matra de 1973.
 Embora a maior diferenciação tenha acontecido na parte frontal, toda a traseira foi igualmente redesenhada, apesar de muito mais imperceptíveis as diferenciações. Uma das que mais se faz notar prende-se com o posicionamento dos stop's que deixaram de se situar na extremidade dos pontões, para serem colocados mais interiormente e mais próximos do motor.
Para além da tomada de ar para a motorização que sofreu um desenho mais vertical de 73 para 74, acaba por ser mais importante em termos da modalidade dos slot cars, a diminuição da pala do aileron, na versão de 73 relativamente à de 74.
 O motor que equipa este novo Matra vem já equipado, à imagem das mais recentes realizações, de uma placa de integrado na zona de ligação dos fios eléctricos. Percebe-se o inconveniente deste pequeno acessório, uma vez que que interfere com a baixa altura da carroçaria nessa zona.
Também o berço do motor, muito embora não se perceba a diferença entre ambos, distinguem-se entre eles pela existência do número 1  no caso do da primeira edição e do número 2, no caso do da segunda edição. Será uma questão de rigidez a distingui-los?

 Passemos agora às pesagens, algo sempre importante quando lidamos com peças já por si ultra-leves e assim, toda e qualquer grama a mais ou a menos, terá a sua importância. E a mais recente criação, apresenta um ganho de 0,2 gr, algo pouco significativo, mas a fazer pender o prato da balança a seu favôr.
 Mas separemos agora carroçarias dos chassis, e repitamos as pesagens.
 E é com surpresa que constactamos que a mecânica do novo Matra apresenta 0,9 gr a mais. De onde lhe virá este prejuízo não será de fácil explicação, mas parece também não merecer tanta atenção assim, uma vez que em termos de competição, tudo acabará por ser alvo de substituição.
Mas esta realidade, implicará um substancial ganho de peso na carroçaria do Matra de 73. Verifiquemos então.
 Uma grama certa é de facto a diferença entre eles. E com alguma probabilidade, a distribuição de massas nesta versão de 73 relativamente à de 74, terá avançado, o que significará com alguma certeza um aumento de equilíbrio.
 Uma boa notícia para quem quiser apostar neste novo lançamento, pois é sabido que o anterior demonstrou já ser uma das melhores máquinas dos sport protótipos clássicos.
 E agora a certeza de que notícias melhores virão, pois a passagem de uma carroçaria de uma peça só, o que acontecia na versão de 74 para uma de duas peças, agora na versão de 73, diz-nos que brevemente poderemos vir a usufruir do Matra MS 670B em versão cauda curta, com as claras vantagens que daí poderemos usufruir em termos de competição.