terça-feira, 4 de setembro de 2012

Apuramento Ninco Cup 2012

 
Que melhor palco poderia ter sido escolhido, do que o próprio Autódromo do Estoril para as finais de apuramento para a final mundial da Ninco?
Foi nas boxes do Autódromo do Estoril, que decorreram nos dias 1 e 2 de Setembro as provas de apuramento das duas equipas que representarão Portugal, numa finalíssima que este ano decorrerá em Portugal, no Algarve. E à minha memória, lá chegado, vieram-me imagens de tempos idos, em que acompanhei um grande amigo que se sagrou justamente ali, Campeão Nacional de Velocidade, à frente desse grande senhor chamado Ní Amorim. Mas agora, a guerra iria ser a uma escala bem mais reduzida.....
Ali entrados, esperavam-nos um aliciante mundo proporcionado pela própria marca Ninco, com vários tipos de modelos de carros, aviões e helicópteros, tudo de rádio control.
O próprio espaço alimentava imaginações, pois por ali vibraram já grandes motores de todo o tipo de carros, onde os Formula 1 se mostram como o top do desporto automóvel mundial. Mas em causa estava algo bem mais insignificante, os carrinhos, mas a importância da adrenalina tinha o mesmo valor.
A pista mostrava-se de traçado algo complicado, mas comprovou-se que mais dores de cabeça do que isso, acabou por ser o levantar de algumas calhas que complicaram verdadeiramente as derrapagens dos minimodelos.
Dada a quantidade de presenças, houve necessidade de se recorrer a dois dias de provas, o que perfazia um total de 22 equipas em presença.
No dia 1, a prova havia sido ganha pelo Team SCCL Proslotcars de Lisboa com um total de 1051 voltas, seguida da equipa de Matosinhos SCM Sebring, que completava a mesma com 1004 voltas. Para domingo, ficava a expectativa de se saber, se alguma das novas equipas ali chegadas conseguiria superar aquelas fasquias, já que eram apenas apuradas as duas melhores representantes portuguesas.
E era chegado o momento da verdade, com todos a preocuparem-se com o melhor dos treinos. Depois de montados, os modelos foram recolhidos em parque fechado, até ao momento que antecedia a prova. Dada a presença de 11 equipas, dava-se início à mesma com 5 equipas na primeira manga e 6 na segunda, aquela que integrava o lote das 6 equipas com o melhor registo de tempo na qualificação, tarefa ganha pela equipa do Clube Slot da Trofa 1.

A totalidade dos modelos presentes no dia 2.

1ª manga.

2ª manga.

A prova decorreu sob grande domínio dos pilotos da Trofa, ainda que sensivelmente a meio da mesma, o GT Team/ART, ainda tivesse dado a ideia de poder vir a dar alguma luta, mas rapidamente se percebeu da grande autoridade exercida por aquela equipa e que viria a vencer a mesma, folgadamente. E o grande interesse da prova, acabava por centrar-se na disputa pela segunda posição, já que foi intensa a luta entre a SMR 1/RGP, o GT Team/ART e ainda o RGP/Kaizen. Como se não bastasse, restava ainda a expectativa relativa a possibilidade de estas conseguirem ou não, sobrepor-se aos desempenhos do dia anterior. E foi uma luta tremenda aquela a que se assistiu na última manga, entre o SMR 1/RGP e o GT Team/ART, com ambos os pilotos com os nervos à flor da pele. Acabaram os primeiros por resistir aos ataques da equipa de Braga, assegurando o último lugar de apuramento para prova que decorrerá em Albufeira, no Algarve. Os vencedores da véspera, acabaram por se ver relegados para a quarta posição final.
Mais um fim-de-semana intenso, não só na pista mas também recheado de bons convívios com amizades que paulatinamente se vão cimentando, à volta desta nossa paixão.
Classificação final.

CS Trofa - 1º Classificado.

SMR 1/RGP - 2º Classificado







....e à falta do champanhe para os festejos, não faltou a Super Bock.....

Os homens da organização.