sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Avant Slot e o 908....

 A Avant Slot tirou partido das inúmera participaçõe em Le Mans do Peugeot 908, para editar também um número considerável daquelas versões.
 E iniciou a série, com o modelo de testes, versão que hoje em dia se tornou habitual vê-las na cor negra, a cor da fibra de carbono e que serve ainda os intentes de esconder da concorrência, alguns pormenor que ficam a coberto duma mais difícil observação.
 Logo de seguida, surgiram as versões participantes em Le Mans no ano de 2007, dois modelos que se distinguiam pelo dorsal e pelas cores dos retrovisores.

 No modelo com o dorsal 8 e retrovisores azuis, tivemos como um dos três pilotos participantes o português Pedro Lamy, naquela que viria a ser a sua estreia no escalão maior do desporto automóvel de resistência naquela clássica. Infelizmente para nós, esta versão apenas se encontrava disponível num Set com outros dois modelos participantes na mesma prova, em Audi e um Pescarolo. Este viria a ser o modelo que acabou por conquistar a Pole Position dessa edição da prova, com menos 0.572segundos que o Audi que se lhe seguiu na grelha de partida e viria a ficar a 10 voltas do Audi vencedor da mesma. O segunda Peugeot, viria a abandonar a prova.

 2008 via a marca francesa inscrever três modelos oficialmente. Optando agora por uma nova representação gráfica da decoração dos seus Peugeot, muito embora apoiada na cor negra como cor de fundo, fez ainda variar a segunda cor base para cada modelo, tendo apostado no vermelho, azul e prateado. Quando vistos em pista e de cima, essa decoração proporcionava a ilusão de se tratarem de aviões de linhas futurista.

 Uma vez mais Pedro Lamy encontrava-se integrado nesta equipa que ostentava fundadas ambições na vitória absoluta, dada a rapidez que conseguiam e visto a classificação doa ano transacto ser sobejamente encorajadora. E desta vez a três primeiras posições da grelha de partida eram conseguidas pelos modelos franceses, sendo uma vez mais o Peugeot com o dorsal 8 e com o português Pedro Lamy, a conseguir a proeza.
Embora com o mesmo número de voltas, a vitória viria a sorrir ainda à Audi, deixando o Peugeot na segunda posição. O segundo melhor Peugeot ocupou o terceiro lugar e o último a quinta posição final.


 Em 2009 a formação francesa tornou a participar carregada de ambições, refazendo a aposta em três modelos oficiais e ainda um quarto modelo, entregue à equipa privada, Pescarolo.

 A pole, pela terceira vez consecutiva, tornou a pertencer ao Peugeot 908 com o dorsal 8. Desta vez, na tripla de pilotos não constava piloto português Pedro Lamy, que alinhava sim na formação francesa, mas no Peugeot com o dorsal 7. A vitória viria desta vez e finalmente, a pertencer à Peugeot. Foram mesmo as duas primeiras posições ocupadas pela marca do leão, vindo o modelo número 7, o de Pedro Lamy a ocupar o 6º lugar absoluto.


O modelo privado viria a ocupar apenas a 42ª posição final, depois de ter passado por alguns problemas. No entanto marcou a sua participação, como um dos mais belos modelos presentes. A Avant Slot editando-o, conseguiu igualmente disponibilizar para o Slot, um dos mais complexos modelos ao nível da decoração, dada a complexidade da mesma.

 Para 2010, os franceses mantiveram o objectivo da vitória, participando com modelos que se distinguiam substancialmente de todos os anteriores, através da revisão da decoração dos seus modelos.
 A cor base negra que até agora havia imperado, deu lugar à predominância do azul metalizado, ainda que com alguma insistência na cor preta. A nova decoração resultou melhor e surgiam agora e uma vez que haviam conseguido a vitória no ano transacto, com os dorsais 1, 2 e 3. E havia de ser o modelo número 3 a estabelecer o melhor registo dos treinos, seguido dos restantes modelos oficiais e ainda do quarto 908 entregue à equipa privada Oreca. Ou seja, as duas primeiras linhas da grelha de partida, pertenceram à Peugeot, num claro vexame à rival Audi.
Pedro Lamy que vinha mantendo o vínculo de piloto com o fabricante francês, participava com o modelo número 3.
 No entanto, um grande amargo de boca ficou nos dirigentes da marca, ao verem a sua formação progressivamente abandonar a participação, todos eles com sérios problemas de motor, à excepção do modelo de Pedro Lamy, num inglório incidente nas boxes, com o Peugeot privado.

 O Peugeot privado inscrito pela equipa Oreca, ainda proporcionou algumas esperanças nas hostes francesas, mas também este partiu o motor, quase ao cair do pano.
 E assim a Avant Slot proporcionou um pouco da história dos modelos Peugeot, na clássica francesa.