segunda-feira, 6 de maio de 2013

Campeonato Grupo C 2013 - 4ª Prova


 A quarta jornada do Campeonato Grupo C 2013, esteve preenchido em quantidade e qualidade de pilotos. o GT Team Slot Clube viu esta jornada abrilhantada com a presença de Filipe Cruz e António Portela, ambos pertencentes às fileiras do grande Slot Car Clube da Trofa.
 Com um total de 12 participantes e ainda alguns interessados em presenciar pela primeira vez o mundo das competições dos slot car, permitiram uma animosidade extra a todos quantos se fizeram presentes.
 Em baixo, Filipe Cruz, António Portela, Paulo Mendes e ainda um curioso petiz, fizeram com que esta jornada, tivesse um especial sabor extra.

 O pontapé de saída coube como habitualmente aos melhores classificados do campeonato. Encontraram-se então Bruno Martins, Rui Mota, Augusto Amorim e Luís Azevedo à partida para a primeira das contendas. O início desta manga permitiu luta muito acesa entre os quatro participantes até onde foi possível, onde foi notória a luta dada por Rui Mota e o seu Mazda da Mr Slotcar à armada Slot.It. Bruno Martins viria a sofrer na guerra de nervos na luta com o Mazda adversário, o que lhe viria a causar um início com algumas saídas e acabaram por lhe hipotecar uma melhor classificação final. Augusto Amorim sentia também dificuldades em conter o andamento de Rui Mota, mas havia de ser um fio a obrigar o seu Toyota a uma paragem que lhe causou uma descida drástica na tabela da classificação final. A luta maior ficava a cargo de Luís Azevedo e Rui Mota, com o primeiro a conseguir suster com mestria o ímpeto de Rui Mota e o inacreditável bom comportamento do seu Mazda.

Para a segunda manga e n uma guerra de iniciados, imiscuía-se o consagradíssimo Paulo Mendes. Este último partia com a natural vantagem da sua experiência e que contava ainda com a mais valia chamada Lancia. De facto, uma máquina muito bem preparada, mas penalizada pelos pneus a acusar menos grip que os dos seus adversários. No entanto, foi sem qualquer estranheza que vimos o desfilar deste piloto, impondo-se aos menos experientes iniciados. Mas na guerra dos iniciados, verificamos um extraordinário andamento por parte de Paulo Gonçalves e do seu Porsche 962 em estreia. A eficácia deste conjunto, impôs-se a David Azevedo e Miguel Carvalho, estes dois empenhados numa luta que se viria a cifrar numa diferença de 14 metros entre ambos, favorável ao primeiro. Se atendermos ao facto de David Azevedo dispor de um bom Toyota, só poderemos constactar que Miguel Carvalho evoluiu muito tanto o seu Sauber como a sua própria condução. Parabéns a ambos, mas sobretudo a Paulo Gonçalves que se tem já mostrado capaz de performances de relevo.

E a terceira e última manga, opunha os dois estreantes neste traçado, António Portela e Filipe Cruz, a José Pedro Marques e José Pedro Mota.
Filipe Cruz mostrava logo de início um domínio surpreendente sobre este difícil traçado, onde também o seu Porsche 956 se mostrou apto e capaz de registos de nível elevado. E assim, acabou por ter como grande opositor José Pedro Marques, que lhe movia guerra acesa e que no final se cifrava numa volta apenas, favorável ao piloto estreante. Notável de facto, esta estreia de Filipe Cruz. António Portela sentia mais dificuldade, ao mesmo tempo que o seu Mazda se mostrava menos competitivo do que o Porsche do seu companheiro de Clube. O piloto mais azarada da jornada viria a ser José Pedro Mota, cujo Jaguar lhe foi pregando algumas partidas e obrigava o piloto a várias paragens, vindo a mostrar-se competitivo, apenas na última calha da prova.



No final, O Toyota da Slot.It viria a vencer a quarta prova em quatro possíveis. A surpresa veio da segunda posição ocupada pelo Mazda da Mr Slotcar. Fica aqui a prova da real potencialidade do modelo deste fabricante oriundo do Canadá. As potencialidades do Lancia, começam a sobressair.
O pódio dos pilotos, com Luís Azevedo a sagrar-se vencedor e a assumir isolado a segunda posição no campeonato, relegando Rui Mota para o terceiro lugar.

Classificação na prova             
1º - Luís Azevedo - 131 Voltas
2º - Rui Mota - 128 Voltas
3º - Paulo Mendes - 127 Voltas
4º - Filipe Cruz - 126 Voltas
5º - José Pedro Marques - 125 Voltas
6º - Bruno Martins - 123 Voltas
7º - Paulo Gonçalves - 122 Voltas
8º - Augusto Amorim - 118 Voltas
9º - David Azevedo - 117,24 Voltas
10º - Miguel Carvalho - 117,10 Voltas
11º - António Portela - 113 Voltas
12º - José Pedro Mota - 99 Voltas

Quanto ao campeonato, Augusto Amorim  viu com este seu oitavo lugar, fugir grande parte da sua vantagem enquanto comandante. No entanto, só outro grande desaire na próxima e última prova o poderá comprometer. Parece assim, que a luta dos primeiros lugares se encontra mais ou menos definida, passando o grande interesse da próxima jornada, a centrar-se na definição das posições dos nossos iniciados, já que entre David Azevedo, Paulo Gonçalves e Miguel Carvalho, a diferença se cifra apenas em 5 pontos. Aqui, a luta encontra-se mesmo acesa.

Classificação Campeonato, após 4 provas             
1º - Augusto Amorim - 80 Pontos
2º - Luís Azevedo - 71 Pontos
3º - Rui Mota - 67 Pontos
4º - Paulo Mendes - 57 Pontos
5º - Bruno Martins - 53 Pontos
6º - David Azevedo - 45 Pontos
7º - Paulo Gonçalves - 44 Pontos
8º - Miguel Carvalho - 40 Pontos
9º - José Pedro marques - 30 Pontos
10º - Filipe Cruz - 15 Pontos
11º - José Pedro Mota - 12 Pontos
12º - António Portela - 6 Pontos

Confira os resultados do campeonato, aqui