segunda-feira, 21 de abril de 2014

Uma pérola por descobrir...


 Os modelos clássicos têm sido muito bem acolhidos desde sempre no mundo dois slot car.

 Não têm faltado fabricantes a acarinhar e explorar este tipo de modelos tão bem acolhidos também, pelos praticantes.

 Quase toda a espécie de Sport Protótipos dos anos 60, 70 e 80 têm sido trazidos, para gáudio dos aficionados e até apreciadores de várias marcas que têm conseguido justos êxitos no mundo real.

 Ford, Ferrari, Lola, Porsche, Alfa Romeo, enfim, um sem número de marcas foram apostas de fabricantes existentes e de outros que já desapareceram, mas todos eles nos trouxeram referências do desporto automóvel mundial e que vimos com muito bons olhos as suas chegadas.

 Claro que existem sempre aqueles que serão os nossos modelos de eleição, mas tem surgido um pouco de tudo e enquanto uns fabricantes nos proporcionam modelos que para além de bem conseguidos, conciliam também performances que vão ao encontro dos desejos dos aficionados.


 Nesse particular, Slot.It e NSR têm sido uma referência mundial. Invariavelmente, os seus modelos nascem dotados de dinâmicas extraordinárias capazes de animar campeonatos ao mais alto nível.


 No entanto modelos há, pelo qual nutrimos um gosto ou carinho especial e que nos deixam um amargo de boca pela falta que representam no capítulo da sua presença nas nossas pistas.


 Estou a pensar mais precisamente num modelo que nasceu na década de 70 e compartilhou a pista de Le Mans em 1974 com o há pouco nascido Matra MS670 do fabricante Slot.It. Bonito e de cotas prometedoras, o Mirage GR7 é daqueles modelos que não compreendemos a asua ausência.



 Não tem estado de todo esquecido, já que a extinta MG Vanquish o trouxe às luzes da ribalta, mas a sua falta de competitividade associada a uma incorrectíssima escala, dotou-o rápidamente ao esquecimento.


 Espero sinceramente que a NSR ou a Slot,It o tragam brevemente. De linhas extraordinárias associado a um dos sponsores mais acarinhados pelos apreciadores do desporto automóvel, estes modelos nunca foram na realidade modelos de craveira vencedora, mas marcaram algumas edições do Mundial de Marcas.




 Aqui em acção nas 24 Horas de Le Mans em 1974, onde foram adversáruios directos dos Matra Simca.


 Este modelo merece e incompreensivelmente ainda se mantém escondido das luzes da ribalta....

 Vamos lá fabricantes....