sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Chegaram os Policar - Ferrari 312 PB

 Entraram já no mercado os modelos da Policar, uma marca renascida pela parceria entre a Slot.It e uma empresa alemã, a proprietária legal da marca. Foi possível através do parceiro alemão, fazerem-nos chegar novamente os modelos Ferrari ao mundo dos slot car.
 Fornecido num blister de cartão, este novo Ferrari não passa do velho 312 PB da Slot.It, sujeito a alterações de pequena monta, mas que em termos competitivos farão certamente diferença.

 Tal como o seu antecessor italiano, este mostra-se igualmente detentor de uma belíssima silhueta, apanágio da generalidade das linhas da Ferrari da década de 70.

Mas afinal, o que o distingue do já nosso conhecido 312 PB da italiana Slot.It?
A embalagem será a menos importante, mas também por aqui se torna possível a distinção, pois passou-se de uma embalagem resistente em acrílico, para uma de consistência duvidosa em cartão, mas a lembrar a essência dos primórdios da Policar e ao mesmo tempo, fazendo-se beneficiar através de um custo final mais apelativo e que rondará os 40€uros.

 Em termos de modelo em si e exteriormente, a única distinção passível de observação, prende-se com a altura a que os ailerons se encontram. Mas isto apenas, quando comparado com a série corrente que a Slot.It disponibilizou, já que as suas versões em Kit correspondiam rigorosamente à versão agora trazida pela Policar. O que corresponde a uma melhoria ainda que ténue, prende-se com a qualidade da pintura, visto o agora chegado se apresentar dotado de maior brilho.
 Em cima, pode observar-se a diferença de alturas entre os dois ailerons.

 Mas quando levados à balança, depreende-se que algo mais estará a fazer a diferença. O significativo diferencial de 4 gr estará certamente escondida entre a carroçaria e o chassis.


 Mecânicamente, observa-se de imediato que o chassis do novo Ferrari permite já a montagem de motor em berço dotado de suspensões laterais, algo impossível na original versão. Mas se teve esse ganho, por outro lado perdeu a possibilidade de montagem do motor em posição anglewinder, algo possível anteriormente.

 Mas houve mais aspectos a sofrerem correcções, e mesmo ao nível dos complementos da carroçaria. O tablier sofreu uma redução na dimensão dos seus elementos tendo sido completamente remodelado (em cima) e o radiador existente na larga tomada de ar posicionada atrás do habitáculo, simplesmente desapareceu. Os radiadores inseridos nas tomadas de ar que ladeiam o habitáculo, sofreram também nova interpretação (em baixo)
Em baixo pode ver-se como desapareceu a simulação do radiador central.
Mas a parte do habitáculo terá sido a mais sujeita a um aprimoramento no sentido de um aligeiramento profundo e onde as pernas do piloto passaram a ficar delineadas no próprio assento, passando toda a estrutura a ser mais fina e ganhando-se espaço entre este órgão e a parte mecânica integrada no chassis.

Um novo berço de motor faz parte do conjunto, onde se permite agora a montagem de suspensões laterais.
A cremalheira passou também a ser de plástico por substituição da de ergal.
No chassis e junto ao pilar frontal, surge também um furo do qual se desconhece a função, a não ser que tenha sido também com o propósito de aligeiramento. Poderá ser talvez também, para permitir a sua digitalização.
A largura dos pneus traseiro passou a ser mais estreita, mas esta opção não deverá influenciar negativamente o bom desempenho dinâmico desta nova versão do bem nascido Ferrari 312 PB.
Pois parece que nos chegou mais uma versão  capaz de engrandecer as disputas nos campeonatos de Clássicos, o que será sempre uma mais valia.
Bem haja Policar.