sábado, 25 de abril de 2015

Troféu Slot Car Gulf Aston Martin ASV GT3 - Primeira batalha

 Foi com elevada expectativa que os concorrentes aguardaram pelo sorteio do chassis que lhes caberia em sorte, para seguidamente poderem dele usufruir durante um período de 10 minutos de teste e aquilatarem a qualidade do conjunto.
 Este Troféu destinado a modelos Aston Martin do fabricante NSR, recebeu patrocínio oficial da petrolífera Gulf, o que acabaria por resultar na oferta de alguns brindes pela totalidade de participantes.
 Durante o Warm Up, todos os pilotos tiveram oportunidade de perceber como se comportavam as máquinas que diga-se se mostraram de um modo geral, brilhantes.
 Referir que a preparação da totalidade dos modelos esteve a cargo de David Azevedo, o que merece da nossa parte um agradecimento público pela dedicação posta ao serviço de todos, por este adepto e também participante.

 Foram treze os modelos que alinharam, alguns deles com a decoração do principal patrocinador deste Troféu.


 Iniciada a prova, percebia-se que o desenrolar da mesma iria proporcionar grandes despiques, já que a maioria dos andamentos eram muito similares.
 O desconhecimento do traçado por parte de alguns, era um dos factores que determinariam diferenças de andamentos, mas sendo dominado pela maioria dos participantes, encontrava-se equilibrado por natureza o andamento entre a grande maioria dos pilotos.
 Brilharam no entanto pilotos como David Fernades, o vencedor, Luís Azevedo, o segundo e David Azevedo, o terceiro, pois suplantaram no número de voltas os restantes pilotos, mas depois, entre o quarto e o nono classificados, as diferenças foram-se fazendo por metros e por duas voltas apenas entre o quarto e o nono classificado.
 Nessa guerra envolveram-se pilotos como Paulo Mendes, Marco Silva, Ricardo Ferreira, Rui Mota, Augusto Amorim e Nuno Aguilar. Percebe-se pois o elevado equilíbrio entre carros e pilotos que este excelente Troféu proporcionou e continuará certamente, a proporcionar.
Mais distanciados, surgiam César Amorim, Carlos Afonso, Francisco Matos e Carlos Alvim (Kikas), este último a quebrar um jejum de dois anos.

 No final a animação generalizou-se , com a totalidade dos participantes a festejarem cada um à sua maneira, a classificação conseguida




 David Fernandes, o nosso novo piloto estrela, conseguiu impôr-se à totalidade de pilotos muito mais experientes. Sem dúvida de parabéns esta jovem promessa.
 O pódio final com o nosso petiz a impôr-seàs estrelas deste Clube.




 E no final, a foto com a totalidade dos participantes que usufruíram de uma brilhante participação.