quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Matra-Simca MS670B - Slot.It

Com data marcada para 28 de Setembro, encontra-se a chegada do segundo modelo da Matra, editado pela Slot.It. Depois de nos ter feito chegar a versão de 1974, chega agora a vez da versão de 1973 e espera-se para mais tarde a versão igualmente vencedora da clássica francesa e correspondente ao estreante em vitórias por parte da Matra, em 1972. Ainda que num olhar fugaz a semelhança seja imensa, na verdade existem alterações significativas entre eles. 

 A secção frontal foi aquela que mais se viu modificada, sempre à procura da melhor eficiência aerodinâmica, na passagem do ano de 1973 para 1974. O modelo que brevemente nos chegará recebe uma frente mais arredondada e com uma quebra de linha mais suave, desde a quebra do plano horizontal até à tomada de ar frontal. Mas essa tomada de ar é o aspecto que mais nos merece uma crítica, dada a sua exagerada dimensão. Um pouco mais baixa, ter-se-ia aproximado mais da realidade. Mas um cockpit com uma extensa área pintada de branco, é o que mais nos chamará a atenção, já que anteriormente se encontrava mais plana e na mesma côr da carroçaria, recebendo apenas a branco a zona onde recebe o pequeno pára-brisas. Na versão de 1973 e que brevemente receberemos, esta parte da carroçaria recebe ainda um prolongamento central que divide a posição do condutor, do outro banco ali existente.

Mas são também distintas as tomadas de ar que fazem aumentar o fluxo de ar que alimenta os motores. Perde a grande tomada que se encontrava num plano mais vertical e surge uma substancialmente mais rasa e que consegue conferir um aspecto substancialmente diferente à secção traseira, apesar deste capôt se ter mantido quase inalterado.
Este capôt é agora um elemento independente da restante carroçaria, o que nos permite adivinhar que este fabricante nos fará chegar as outras versões cauda longa, mas bem distinta desta, já que surgem com a parte central mais curta, um aileron posicionado centralmente mas de mais reduzida dimensão e duas derivas verticais, uma cada um dos prolongamentos dos guarda-lama.
Boas notícias e para já quase a certeza de que esta nova carroçaria nos permitirá um Matra ainda mais competitivo do que a primeira versão que nos fizeram chegar.