segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Os modelos do ano de 2012. Qual o melhor?

No ano de 2012 chegaram-nos algumas novidades ao mercado, que pelo interesse generalizado que despertaram nos praticantes de Slot Car, merecem-me agora alguma atenção e abordagem neste Blog, acerca do seu real interesse dentro da modalidade.
 No campo dos ralis, por parte da SCX vimos chegar o Ford Fiesta WRC, um interessante modelo que participou nos dois últimos Campeonatos do Mundo de Ralis. Mas a verdade é que se trata de uma miniatura que nada de novo nos trouxe ao Slot, para além da actualidade que representa. Claro que a sua actualidade será sempre marcante e pena é que não possamos dele desfrutar nos nossos campeonatos, como um verdadeiro modelo para discutir provas.

 Por parte da Slot.It, de entre as várias novidades com que nos brindam sempre, não será de deixar passar em claro a edição do novo Audi R18 TDI que participou no Mundial de Resistência, com claros resultados de relevo. Com ele, vieram também novos conceitos, como é o caso do novo tipo de patilhões, que resolvem assim a problemática levantada pelas formas complicadas que os recentes protótipos apresentam nas suas frentes. Não descorando as suas capacidades dinâmicas, poderemos considerá-lo como um dos brilhantes lançamentos do ano.

 Do mesmo fabricante e correspondente aos modelos do antigo Grupo C, o Lancia LC2 chegado em 2012, terá sido também uma das agradáveis surpresas. Não dispondo de qualquer surpreendente novidade, poderemos adiantar que ao nível das suas prestações, terá sido uma das melhores máquinas chegadas até nós em 2012.

 Já no campo dos modelos da Categoria GT1, o Porsche 911 GT1 EVO 98 deverá ter sido um dos mais notáveis modelos desta classe, fabricados até hoje. Tal como o Lancia, não possui qualquer novidade de relevo que o demarque dos restantes GT1 para além do equipamento de última geração desenvolvido pela Slot.It, mas trata-se de um modelo de uma notável eficácia. Por essa razão, será também uma das boas surpresas do ano.
A Sideways, uma linha paralela da italiana Racer, trouxe-nos as belíssimas máquinas do extinto Grupo 5 alemão. De rara qualidade e equipados ainda com mecânicas comprovadas da Slot.It, o Ford Capri deste fabricante foi uma das notas a merecer maior relevo da minha parte, já que alia qualidade de construção a performances de altíssimo nível.

Da Scaleauto, chegou-nos também o extraordinário Hoda HSV que milita no campeonato japonês. Igualmente uma bela peça e equipado de um novo chassis que virá a equipar mais modelos deste fabricante, constitui uma das mais importantes novidades até nós chegadas em 2012.
Com uma carroçaria que não será das melhores reproduções mundiais, mas com uma mecânica a exigir algum trabalho mas no final de grande eficácia, será um dos modelos a poder vir a hastear a bandeira de melhor modelo do ano.

No campo dos modelos clássicos, a Ninco poderá ter os seus argumentos, através da edição do Jaguar Type E em várias versões, desde a civis até às de competição e equipadas com Hard Top, mas tendo que se haver também com algumas produções da SCX/Scalextric, como será o caso do MGA.

Tendo parecido uma cartada mágica e de génio, surgiu-nos já ao cair do pano de 2012 o surpreendente Aston Martin DBR9 do fabricante Black Arrow. Constituiu verdadeiramente o modelo surpresa do ano.
Isto porque para além de ser uma marca nova a chegar ao mercado e de nos encher verdadeiramente o olho com a qualidade da sua carroçaria, trouxe-nos conceitos mecânicos inovadores. Como se não chegasse, esses conceitos deram-nos os melhores resultados dinâmicos.
Uma extraordinária surpresa trazida por este Aston Martin.

O Sallen da Arrow Slot foi outra das agradáveis surpresas. Grande qualidade da sua carroçaria, tendo sido pena vir acompanhado de elementos de lexan de menor qualidade, somado ainda ao facto a dificuldade levantada pelo seu plástico, na hora das pinturas. Penaliza-o também o facto da sua existência apenas em Kit, já que há sempre os alérgicos às montagens. Mas o resultado dinâmico, é uma verdadeira surpresa.

Da Slot Racing Company, outra marca chegada até nós nos finais de 2012, chegaram também duas versões do inexistente até então, Porsche 907. Tanto na sua versão cauda longa como cauda curta, parece tratarem-se de dois belos exemplares enquanto maqueta. Quanto à sua dinâmica nas pistas, trata-se para já de uma verdadeira incógnita.



Mas eu ergo a taça de melhor modelo do ano 2012 ao Aston Martin da Black Arrow, por tudo. Uma marca nova e capaz de ombrear com as restantes inovações, tanto ao nível da sua reprodução, como qualidade geral, inovação e até dinâmica. Não bastando, fornecem ainda um guia de afinação e regulação dos eixos e que pode ser visto em:
http://www.blackarrow.es/archivos/1357497692.pdf
Parabéns Black Arrow.
 E o leitor, que modelo escolheria??