quarta-feira, 2 de julho de 2014

Campeonato LMP 2014 - Primeira prova

Iniciou-se nas instalações do GT Team Slot Clube o esperado campeonato destinado aos modelos LMP, isto porque, para além de ser mais um interessante campeonato, permitia aos participantes na prova de resistência que se avizinha e da responsabilidade do Clube Slotcar da Trofa, a preparação dos seus bólides para aquela maratona de 24 horas.
 E como qualquer campeonato que se inicia, os pilotos viram-se obrigados à habitual prova de qualificação, onde Paulo Marques nos brindou com um excelente tempo, apenas batido por um colossal BMW V12 LMR, cuja preparação feita por Paulo Mendes, todos deixou abismados.
Descubra quem é o fantasma....

 Já presença habitual, esta senhora não perde pitada para assistir aos progressos do seu sobrinho David Fernandes.

 Se o chefe da casa sentiu algumas dificuldades, Rúben Almeida aproveitava para repartir os comandos da sua barqueta com José Dias, aproveitando assim para prepararem o seu carro e ganhar ritmo para a prova que irá ter lugar na Trofa e da sua responsabilidade.


 El Matador...


Os registos da qualificação

 Começavam então a prova, onde faltavam na grelha os pilotos que optavam por começar a prova nas calhas virtuais.
 Depois de José Pedro Marques ter falhado a presença por não conseguir pôr em funcionamento nem o seu Lola nem o seu Peugeot, César Amorim a cabaria por ser com o seu Audi, o único não BMW em pista.
 E a prova viria a ser uma demonstração de força por parte de Paulo Mendes, já que a sua máquina parecia ser de outro mundo, destacando-se dos demais com bastante facilidade. Rúben Almeida havia ainda assim por ter um início fulgurante, ficando a sua classificação afundada pelas prestações de José Dias, um desconhecedor deste traçado. E a guerra para o pódio havia de se centrar em David Azevedo, Rui Mota, Paulo Marques e Augusto Amorim. Com andamentos muito semelhantes, era difícil apostar em quem se sairia melhor da contenda, mas David Azevedo acabaria por se impôr, seguido de Rui Mota que ocuparia o terceiro degrau do palanque. Paulo Marques conseguia suplantar Augusto Amorim por menos de uma volta. O azarado da jornada havia de ser Ricardo Ferreira, já que um dois fios do kit de luzes se enrodilhava na engrenagem e viria ainda a provocar a rotura do aileron, o que o empurrava para as boxes a fim de solucionar todo aquele problema. A dupla Rúben//Zé, conseguiam o sexto lugar, ainda que extra campeonato, à frente de David Fernades com o mesmo número de voltas. César Amorim não conseguia acompanhar a armada BMW, já que o seu Audi se mostrava bastante inferior.

 O alinhamento dos modelos no fim da prova.
 No pódio dos pilotos, Paulo Mendes ocupou a lugar mais importante, mas David Azevedo no segundo lugar, mostrou um andamento muito forte.