segunda-feira, 21 de julho de 2014

Campeonato LMP - 4ª Prova

A quarta jornada deste campeonato, teve lugar como habitualmente na quinta-feira. Mas desta vez, os participantes foram surpreendidos e brindados com um belo complemento de degustação, já que se procedeu particularmente à comemoração do êxito conseguido pela equipa da casa, na última edição das 24 Horas da Trofa.
Bolo e carrinho, mereceram por parte do fotógrafo, alguma atenção. O carrinho, para ficar o registo para a posteridade e o bolinho, bom esse, ........
O champanhe esteve também presente e as honras da casa couberam a Ana Amorim, a esposa de um dos nossos heróis, Augusto Amorim.


Simone Amorim fez-se igualmente presente, mostrando sempre aquela alegria tão própria da juventude.
Em baixo, com o mano César, um dos habituais participantes neste campeonato. Desta vez, este piloto trocou o seu habitual Audi, por mais um BMW na lista de participantes.

Enquanto Paulo Marques remediava os problemas causados pela ausência do seu verdadeiro BMW....
....Paulo Mendes exibia o BMW junto a uma T'shirt bem elucidativa...

Dois dos vencedores na Trofa, em pose de festejo...

Os manos, parecem inseparáveis....



David Fernandes, o nosso benjamim que na Trofa mostrou a arte de bem pilotar.

David Azevedo aproveitava para dar os últimos retoques na máquina, antes de ter início a prova.

Depois ambos os pilotos foram testar o resultado das preparações encima do joelho....

...e foi hora de se dar início então, a mais uma guerra em terreno conhecido de todos.

Uma vez mais, Paulo Mendes impôs um carro acima da concorrência e onde alguns pilotos passaram por dificuldades inesperadas. Augusto Amorim por exemplo, via o seu BMW a determinada altura, a querer entregar o motor ao seu criador, mas teve a felicidade de despertar, sem que se percebesse a causa deste ressuscitar. Paulo Marques sem punho próprio e uma máquina mal afinada, acabaria por hipotecar um resultado que poderia ter sido bem melhor e Rui Mota viria mesmo a desistir, por se sentir incapacitado fisicamente. Miguel Vigôço ainda a desenvolver o seu BMW, apresentou-se com um modelo que não consegue acompanhar a concorrência e César Amorim requer ainda alguma adaptação à sua nova aposta, já que participava habitualmente com um Audi da NSR. David Azevedo perdia na guerra com David Fernandes, com a diferença a cifrar-se na ordem dos metros.
Mas por outro lado, brilhavam Ricardo Ferreira que teve excelente desempenho mostrando igualmente David Fernandes um andamento muito vivo e que os levaria a fazer companhia a Paulo Mendes, no pódio. Parabéns a estes três pilotos, pela excelência de andamento que souberam impôr.

No final, o alinhamento das máquinas pela ordem de classificação.

E os pilotos, onde David Fernandes era obviamente o piloto que mais feliz se sentia. Parabéns a estes três heróis.