domingo, 10 de abril de 2016

Arrancou o Campeonato GT Open - GT Team

Arrancou na passada sexta-feira, o terceiro campeonato organizado pelo GT Team Slot Clube. Chegou a vez dos modelos GT, numa classe aberta aos vários fabricantes deste tipo de modelos.
 E se os fabricantes escolhidos foram cinco, NSR, Arrow Slot, Scaleauto, Slot.It e Black Arrow, os modelos acabariam por variar na mesma quantidade tendo eles sido o Saleen, Mc'Laren, Honda HSV, Mosler e Ferrari. Estavam pois feitas as apostas dos pilotos e abertas as hostilidades. Era hora de se partir para a qualificação, dando-se depois seguimento à escolha das calhas por parte dos pilotos.
 Era pois variada a concorrência que os cinco Ferrari em maioria, iriam encontrar em pista e eram também grandes as expectativas quanto a um possível equilíbrio entre estes e os restantes modelos.
 E para a saída de campeonato, encontravam-se David Fernandes (Saleen), Marcos Ferreira (Mosler), Rui Mota (Mc'Laren), César Amorim (Saleen), Ricardo Ferreira (Ferrari) e Nuno Dias (Honda). E se Marcos Ferreira continuava o seu período de aprendizagem mostrando já forte andamento, Nuno Dias no mesmo patamar, não conseguia evoluir da melhor maneira, fruto de um modelo que lhe causava mais dificuldades do que o desejado. Mas dos restantes concorrentes, sobressaíam os dois Saleen e o Ferrari de Ricardo Ferreira, a mostrarem tratar-se estes dois modelos, de excelentes máquinas.
E com o recurso às calhas virtuais, era notório que a luta pelas melhores posições iria ser disputada por estes dois modelos, tendop Luís Azevedo demonstrado que o seu Saleen com uma motorização melhor, poderia ter levado de vencida esta jornada.
 Mas também Augusto Amorim, Paulo Mendes, Vítor Lopes e David Azevedo, todos eles com modelos Ferrari da Black Arrow, mostravam a grande valia deste verdeiro GT, que encontrava oposição apenas no Saleen da Arrow Slot.
 Mas foi muito combativa esta primeira jornada, não se podendo considerar que tivesse havido grande supremacia por parte de ninguém, antes pelo contrário, já que com andamentos muito próximos, a incógnita quanto a um vencedor, manteve-se até ao final.
 O quadro da tabela da classificação geral, bem demonstra o verdadeiro equilíbrio ocorrido com estes modelos GT, onde se realça o facto de Ferrari's e Saleen's se terem classificado à frente de todos os restantes modelos participantes, à excepção de Rui Mota em Mc'Laren que se impôs ao Saleen de César Amorim.
 E seria David Azevedo a conquistar uma justa vitória, com uma condução extremamente rápida e eficaz, tendo batido a restante concorrência que diga-se, era de respeito. Ricardo Ferreira, na disputa por metros, conseguia também impôr-se a Vítor Lopes.
 O pódio dos modelos, com dois Ferrari e um Saleen nos três primeiros lugares.

Pódio da prova

Pódio - Pilotos Ouro

Pódio - Pilotos Prata

Pódio - Pilotos Bronze