quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Primeira prova Porsche 991 GT3 - Preparação 12 Horas de Braga

 Decorreu na passada sexta-feira a primeira prova das provas que se enquadram no campeonato, mas que tem também como objectivo a preparação para as próximas "12 Horas de Braga".
Para além dos habituais e assíduos participantes nas provas do GT Team Slot Clube, contou-se ainda com dois elementos duma equipa de Viana do Castelo, que se serviram do evento para melhor se adaptarem ao traçado e se inteirarem do nível de preparação do seu Porsche.
E como é habitual, o início das hostilidades aconteceu recorrendo-se à prova de qualificação, que teve em David Azevedo o piloto que estabeleceria o melhor registo.
 Luís Pinto


 Augusto Amorim


 Miguel Carvalho


 Luís Azevedo


 César Amorim


 David Azevedo


 Nuno Mendo

 E os registos conseguidos, ditariam as mangas em que cada piloto se encaixaria. E coube então o início a Augustro Amorim, Miguel Carvalho, Luís Pinto e Rui Mota.
 E esta batalha viria a ser vencida por Augusto Amorim que ainda terá sentido alguma oposição por parte de Rui Mota, enquanto Miguel Carvalho suplantava com alguma facilidade a Luís Pinto, este a debater-se com alguma dificuldade, já que o novo traçado em que se guerreava, constituiu um sério obstáculo.

 A segunda manga recebeu David Azevedo, César Amorim, Nuno Mendo, Paulo Mendes e Luís Azevedo.
 E havia de ser Paulo Mendes a imprimir um ritmo que o distanciaria da demais concorrência, muito embora Luís Azevedo tudo fizesse para não deixar a o seu adversário fugir-lhe. A entrar na guerra dos dois melhores da primeira manga, encontravam-se David Azevedo e César Amorim, já que impunham ritmo semelhante. Nuno Mendo, apesar de ter demonstrado grande e rápida adaptação a este traçado, não era suficiente para conseguir manter-se no ritmo dos seus adversários, cometendo pequenos erros que o foram penalizando.
 Mas no final, aconteceu um desfecho inesperado, já que tanto Paulo Mendes como Luís Azevedo, os dois melhor classificados, haveriam de ser desclassificados por se apresentarem no final com carroçarias com pêso abaixo do admissível.
 E assim sendo, era Augusto Amorim que herdava a primeira posição, lugar conseguido pela diferença de metros entre ele, David Azevedo e ainda César Amorim. Nas posições seguintes, classificar-se-iam Rui Mota, Miguel Carvalho, Nuno Mendo e Luís Pinto.

 Numa prova em que apesar do grande domínio demonstrado por parte de Paulo Mendes e também Luís Azevedo, a diferença entre os quatro primeiros classificados, cifra-se-ia afinal, numa mera volta.
Venha a próxima....