quarta-feira, 10 de maio de 2017

Um F40, nunca está a mais.

 A Policar editou recentemente o seu segundo Ferrari F40. Trata-se de um dos mais extraordinários GT's até nós chegados, tendo por isso, chamado a atenção de vários fabricantes do nosso mundo dos slot cars.
A primeira aventura aconteceu com a edição a registar-se por intermédio da Scalextric/SCX, naquele que se viria a tornar também num belo exemplar orientado para a capítulo da competição.
 Mais tarde chegava a vez da Fly nos fazer chegar autênticas obras-de-arte. Foram vários os F40 chegados por seu intermédio, onde se pôde também contar com algumas séries - Fly Racing -  um pouco mais apuradas em termos mecânicos e onde a incorporação de um chassis com bancada de motor independente e dotado de suspensões, viria a fazer toda a diferença.
 Em tempos mais recentes, chegava a vez da Slot.It não deixar passar em claro este ícone transalpino. Também eles surpreendentemente detalhados, mas acompanhados da enorme mais valia que era o seu extraordinário desempenho dinâmico. Autênticas máquinas de corridas, estes F40 elevaram a fasquia das máquinas de GT.
 Hoje estes Slot.It melhorados e sob a batuta da Policar, mantêm o nível estético e de detalhe, mas sobressaem sobretudo pela sua melhoria dinâmica. Um claro emagrecimento das suas carroçarias, contribui manifestamente para esse aumento de competitividade.
 E claro que no meio de tudo isto, acaba por existir coincidência de apostas das versões em que cada um dos fabricantes se reviu. Assim acontece com a versão de uma das participações no campeonato JGTC no Japão, onde a versão agora retratada pela Policar, havia já sido editada por parte da Fly.
 Também a versão da "Pilot" de Le Mans de 1995 recebeu a atenção tanto da Slot.It, como da Fly.
 Mas a primeira das edições da Policar, a versão participante nas 2H de Topeka em 1990, havia já sido também ela reproduzida pela Fly.
 E assim, paulatinamente, a série F40 da Ferrari, sujeita-se a acabar por ser uma das mais retratadas famílias do mundo dos slot cars.