sexta-feira, 20 de junho de 2014

Campeonato GT - 5ª e última prova - José Marques, campeão.

 Realizou-se ontem quinta-feira, a quinta e última prova do disputadíssimo campeonato destinado aos modelos GT. O interesse maior estava na decisão do terceiro lugar do campeonato, já que os dois primeiros se encontravam práticamente assegurados.
 David Fernandes e César Anorim, dois dos nossos jovens pilotos que tão boas prestações têm tido.

 O realce maior da jornada ía no entanto para a presença do BMW Z4 pelas mãos de Paulo Mendes, já que era uma incógnita a valia deste modelo perante a restante concorrência.

 Tratou-se afinal de uma jornada em que poucos foram os pilotos que não sentiram dificuldades com os seus carros, destacando-se pela negativa e nesse particular, Augusto Amorim. Logo na primeira calha, o motor do seu Pagani Zonda entregou a alma ao criador. Com o motor verdadeiramente desfeito, Augusto Amorim não teve outra solução se não abandonar a prova, tendo continuado com outro modelo, mas já fora da classificação final da prova, o que o posicionava logo no início da mesma, no último lugar. A sua vantagem pontual permitiu-lhe no entanto e mesmo assim, assegurar a segunda posição final no campeonato.
 E os interesses viravam-se então para o desempenho de Paulo Mendes e na guerra entre Rui Mota e David Fernandes, para a obtenção do terceiro degrau do campeonato. Mas paulatinamente, era Rui Mota que conseguia alguma vantagem com o seu Mc'Laren, sobre o Saleen de David Fernandes. E Paulo Mendes surpreendia quando lhe era permitido, já que calhas houve em que eram imensas as falhas de contacto no seu surpreendente Z4. Entretanto, era José Pedro Marques que se consolidava no comando da prova, muito embora já tenhamos visto melhores dias do seu Saleen.
 Mas o interesse maior da prova estava focado na disputa para a terceira posição, já que Ricardo Ferreira impôs também um notável andamento, o que obrigou a que a posição tivesse sido discutida pela diferença de metros entre ele, Paulo Mendes e David Fernades. Miguel Vigôço acabaria por impôr o seu Aston Martin  ao Saleen de César Amorim e este por sua vêz ao Corvette de David Fernandes.
 Feitas as contas do campeonato, José Pedro Marques sagrava-se com alguma naturalidade o vencedor. Augusto Amorim apesar do azar da jornada, assegurava a segunda posição e Rui Mota conseguia garantir o terceiro lugar que já ocupava no fim da jornada anterior.

Os modelos participantes, alinhados de acordo com a classificação na prova.


 Em cima, o pódio da prova e em baixo, a do campeonato.