segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Dan Wheldon morre em acidente na Formula Indy

Piloto inglês morre após grave acidente com 15 carros.
Bicampeão das 500 Milhas de Indianápolis e campeão de 2005 da Indy, o piloto inglês Dan Wheldon morreu domingo após se envolver num acidente na 11ª volta do GP de Las Vegas, última etapa da temporada da categoria.
Wheldon, piloto de 33 anos, chegou a ser levado de helicóptero para um hospital na região do autódromo, mas não resistiu.
Quinze pilotos envolveram-se no acidente. O inglês partiu da 34ª posição e não conseguiu desviar o seu carro, que com o choque levantou voo. Estima-se que a velocidade no momento da colisão fosse superior a 300 km/h.
Segundo a mídia americana, outros três pilotos saíram vítimas de traumatismos, entre eles o australiano Will Power que ainda tinha chance de chegar ao título.
Depois da confirmação da morte de Wheldon, a prova foi encerrada e Dario Franchitti sagrou-se dessa forma campeão. Os pilotos que não se envolveram no acidente deram cinco voltas no circuito numa solene homenagem ao malogrado piloto.
"Eu nunca tinha visto nada como aquilo", afirmou o piloto Ryan Briscoe. "Eram pedaços de metal e carros em chamas no meio da pista. Foi assustador, mas o nosso primeiro pensamento era esperar que ninguém se tivesse magoado, porque haviam peças por todos os lados."
"Parecia uma cena de filme", disse Danica Patrick.
Nenhum dos quatro brasileiros que largaram em Las Vegas hoje (Tony Kanaan, Hélio Castro Neves, Bia Figueiredo e Vítor Meira) se envolveram no acidente.
Wheldon, que venceu a 100ª edição das 500 Milhas de Indianápolis nesta temporada, participava da prova como convidado, numa promoção de um dos patrocinadores da Indy.
Pela equipa Sam Schmidt, largara em último e se vencesse, dividiria com um adepto um prémio de US$ 5 milhões.
O inglês era tido como o principal candidato a substituir o lugar de Danica Patrick no ano que vem, que em 2012 irá para a Nascar.
A corrida em Las Vegas era também a última do atual chassis utilizado pela Indy.
Fabricado pela Dallara, assim como o atual, o modelo da próxima temporada desenvolvido pela empresa italiana terá uma proteção especial para aumentar a segurança dos carros.
Dan Wheldon foi o quarto piloto a morrer da era moderna da Indy e o primeiro não americano. O último acidente fatal havia acontecido em 2006, quando Paul Dana morreu durante a prova em Miami.
Em 2003, Tony Renna acidentou-se numa sessão de treinos de Indianápolis e também não resistiu. Scott Brayton foi a vítima, em 1996.