sexta-feira, 14 de outubro de 2011

E porque não?

 O Ferrari 312 PB foi uma das mais interessantes apostas do fabricante italiano Slot.It.
Modelo carregado e história nos inícios dos anos 70, foi muito bem trazido para o nosso mundo do Slot e foi de generalizado agrado a sua chegada.
A opção do fabricante italiano recaiu num modelo já algo desenvolvido relativamente à primeira versão do 312PB da Ferrari.
Parecia-me a mim uma aposta mais lógica, se tivesse recaído a sua aposta sobre a primeira das versões, pois não nos poderemos esquecer que debaixo das belas imagens que os modelos representam sempre, está uma muito mais importante aposta dinâmica, pois tratam-se afinal, de carrinhos desenvolvidos para a competição, onde a optimização do seu desempenho e performance, é a essência da modalidade e sempre uma questão muito valorizada.
E tratava-se este, de um modelo bem mais compacto em dimensões, onde a ausência de matéria plástica em excesso, é uma mais valia. E este, no que respeita a cotas e matéria prima para além do eixo posterior, é bem mais interessante.
Como se verifica nestas imagens de modelos reais, para trás das rodas posteriores, trata-se de um modelo aberto e quase a representar o seu fim de linha.
Mas com a falta de licenças para a produção de modelos do cavalinho italiano, trata-se afinal tudo isto, duma utopia. Uma frustrante realidade que impossibilita o nascimento tanto deste, como eventualmente mas menos interessante, modelo ainda 312PB cauda longa com que a Ferrari se fez representar em Le mans.
Mas afinal, o mundo não acaba na Ferrari e existem outras interessantes possibilidades que poderiam ser alvo de atenção por parte da Slot.It, ainda dentro do mesmo espírito e época dos modelos protótipos, hoje já considerados clássicos.
De igual importância existiu o modelo 908/3 da Porsche, que à excepção da Fly, nunca foi lembrado.
 É pena, porque além de inúmeras decorações que se lhe associam, tratando-se de um modelo de cotas bastante curtas e compactas, parece poder traduzir-se com alguma facilidade, numa bela máquina de competição.
 Este modelo sendo desenvolvido pela Slot.It, proporcionaria sem qualquer dúvida e atendendo ao actual estado de fabricação a que este fabricante chegou, onde a grande aposta na redução de peso é uma franca realidade, que fossem máquinas de grande quilate dinâmico.
Desagradá se calhar a alguns, pois as suas formas chegaram mesmo a servir para o baptizar de "Porsche sabonete", mas a verdade é que a sua distribuição de pesos, valer-lhe-ia porventura uma enorme mais valia nas salutares guerras que sempre gostamos de protagonizar. Além disso, complementava-se também o equilíbrio na guerra entre Ferraristas e Porschistas.
Será que Maurizio Ferrari temerá este confronto?
Maurizio, vamos lá pá!......