sábado, 12 de dezembro de 2015

Campeonato Todo-Terreno "One By One" - Terceira prova

 Nas instalações do GT Team Slot Clube, realizou-se esta sexta-feira última a terceira jornada dedicada aos modelos TT erelativas ao campeonato Todo-Terreno "One By One".
 Nuno Aguilar terá sido a grande ausência da jornada, mas compensada com a presença de Ricardo Ferreira a estrear-se neste campeonato e a a trazer consigo um Volkswagen Touareg, modelo cada vez menos visto neste tipo de provas.



  E a prova iniciou-se tendo-se visto um Rui Mota de imediato ao ataque e a querer mostrar a real valência dos modelos T3 frente aos rivais da categoria inferior, os T2. Mas Francisco Matos participava também na categoria T3, com a fabulosa Pick-Up que Nuno Aguilar deixava livre.
 César Amorim e o seu Schlesser é que tiveram um início menos conseguido, com a sua máquina a ter algumas falhas de comportamento saudável, tendo-se mostrado ao seu melhor nível, apenas mais para o final.
 E a surpreender estiveram David Fernandes e o Porsche 959 a demonstrar um andamento cada vez mais forte e David Azevedo igualmente com um andamento muito forte e a mostrar que o seu Bowler se começa a intrometer no lote das melhores máquinas aqui presentes.
 Ricardo Ferreira está ainda em tempo de aprendizagem, enquanto o seu Touareg mostra também alguma necessidade de evolução.
Luís Azevedo, apesar do bom andamento por si imposto, manifestou alguma necessidade de melhorar a sua bela máquina. Augusto Amorim aguentou-se enquanto pôde, pois muito perto do final o seu bowler prega-lhe a partida de não querer colaborar mais, imobilizando-se definitivamente.


 Rui Mota e a sua Chevy é que passavam incólumes a qualquer percalço e que acrescido de uma cadência que lhe ía permitindo manter distâncias para a concorrência, acabaria por tornar esta vitória na mais fácil tarefa das três jornadas até agora cumpridas.



 Em baixo o Volkswagen Touareg de Ricardo Ferreira, um modelo que não teve problemas, mas a necessitar de algum melhoramento dinâmico.
 A Chevy de Rui Mota, uma Pick-Up da categoria T3, conseguiu nesta jornada o melhor dos desempenhos registados das três provas cumpridas.
 Esta foi a prova em que se registou a maior diferença na luta pela vitória final.
David Fernandes e o seu Porsche 959, conseguiram também um resultado que lhe permitiu chegar aos lugares do pódio, uma verdadeira surpresa. David Azevedo mostrou que está a entrar no ritmo dos primeiro, conseguindo uma excelente quarta posição, sobrepondo-se mesmo a Augusto Amorim em modelo igual. Este último, padeceria duma partida proporcionada pela sua máquina.
César Amorim ocuparia uma posição muito abaixo do que lhe é possível e Francisco Matos com o modelo da categoria T3, poderia ter feito melhor. Enquanto isso, a última posição de Ricardo Ferreira, resulta duma notória falta de adaptação a estes novos terrenos.

                                     Pódio dos modelos                                 


                                       Pódio dos pilotos