quarta-feira, 23 de novembro de 2016

5ª e última prova Campeonato Porsche 991 GT3 - Scaleauto

 Acabou o campeonato levado a cabo pelo GT Team Slot Clube, destinado aos modelos Porsche 911/991 do fabricante Scaleauto e que serviu em simultâneo, de preparação para as 12 Horas de Braga que decorrerá já no próximo fim-de-semana e que terá como protagonista, este mesmo modelo do fabricante espanhol.
 Foram inúmeros os pilotos que aproveitaram este campeonato para preparar as suas máquinas e poderem familiarizar-se com este traçado de alguma dificuldade técnica.
Pudémos contar para esse fim, com pilotos de Viana do Castelo e Guimarães, assim como alguns de Braga que se encontravam há algum tempo afastados da velocidade.
Quer este clube agradecer publicamente o esforço despendido por esses pilotos, já que requereu da sua parte esforço monetário e disponibilidade para se deslocarem nalguns casos, uns bons quilómetros.
 E partia-se então para a primeira das mangas, com os cinco pilotos melhor posicionados no campeonato. Eram então Augusto Amorim, David Azevedo, César Amorim, Rui Mota e Nuno Mendo, que dariam o pontapé de saída para a derradeira prova. Ressalvar a ausência por motivos de força maior, de um dos mais sérios candidatos à conquista do título, Paulo Mendes.
E foi Augusto Amorim quem uma vez mais imporia um ritmo acima da concorrência, impondo-se no final da manga aos restantes concorrentes e com uma vantagem de duas voltas sobre David Azevedo, o segundo classificado, mas também este a demonstrar poderosíssimo andamento. Seguiam-se-lhes Rui Mota e César Amorim, ambos com duas voltas de desvantagem relativamente aos pilotos que se lhes precederam. A fechar a tabela, posicionava-se Nuno Mendo, que apesar de quinto classificado, demonstrou na pista a evolução que tem vindo a provar, prova após prova.

Para a segunda manga encontravam-se António Miranda, aos comandos do Porsche de Paulo Mendes, Nuno Aguilar, o regressado Ricardo Ferreira e Luís Pinto, o segundo piloto vianense.
 
 E a surpresa desta manga viria da parte de Ricardo Ferreira, já que nem a sua ausência prolongada, nem a estreia do seu Porsche, constituíram qualquer handicap para que este pudesse mostrar um notável andamento e garra. E no final o quarto lugar absoluto com o mesmo número de voltas do terceiro classificado, bem o demonstra. Sem dúvida de parabéns e a demonstrar que poderemos contar com um sério candidato na luta pela vitória nas 12 Horas de Braga.
 Nuno Aguilar seguiu-se-lhe, muito embora quatro voltas a menos fosse o registo no final da prova.
 Luís Pinto, também ele em fase de adaptação ao traçado, impôr-se-ía a António Miranda, este último, o piloto campeão no XXI Campeonato Nacional de Espanha da categoria TT Scaleauto, claramente o piloto menos rodado neste complicado traçado.

 E na classificação final, a surpresa maior vinha mesma no quarto lugar obtido por Ricardo Ferreira, já que protagonizou um regresso que quase culminava com uma subida ao pódio.

 Uma vez mais mais o 911/991 de Augusto Amorim, conseguiu instalar-se no mais cobiçado dos lugares.
 E o pódio dos pilotos, com Augusto Amorim, David Azevedo e Rui Mota.

E esta última jornada consagraria uma vez mais Augusto Amorim como vencedor de mais um campeonato. David Azevedo seguiu-se-lhe e na terceira posição, César Amorim, a demonstrar que cada vez mais mais temos que contar com a garra deste jovem piloto. Muitos parabéns César, pelo extraordinário desempenho que tens vindo a demonstrar.