domingo, 4 de fevereiro de 2018

Hummer Robby Gordon Dakar 2012

Porque já estamos em início de temporada das provas de TT e também porque vai arrancar já sábado próximo o Campeonato Raid Slot TT Entre Douro e Minho, vem a talho de foice, mostrar uma das mais belas máquinas associadas à categoria TT dentro da modalidade dos slot car. Trata-se do exuberante e espectacularmente monstruoso Hummer H3 Proto com que o multifacetado piloto norte americano Robby Gordon, alinhou na edição do Paris Dakar no ano de 2012.
 Trata-se de um modelo produzido em resina pela Slot Art em edição limitada a 150 exemplares, tendo sido produzido e comercializadao em kit, em kit pré-pintado ou totalmente montado. Claro que cada uma das opções assume um distinto preço, tendo eu optado pela versão pré-pintada, uma vez que me seria difícil conseguir acertar com a côr e a versão totalmente monada ficava fora de preço.
A numeração atribuída é individual, constando na caixa o correspondente número que surge gravado na resina pelo interior da carroçaria.
Depois de recebido o modelo, foi hora de colher o máximo de fotografia com o propósito de acertar com a correspondente côr dos acabamentos e da colocação dos decalques. E neste particular existe um certo constrangimento, já que numa mesma prova este Hummer assumiu algumas variantes na colocação dos sponsores, o que nos leva por vezes a desacreditar tanto do critério do fabricante, como a pôr em causa a correspondência da fotografia com a prova em questão. Mas depois de muitas análises lá vamos percebendo o que temos de facto de realizar e aí, passa a ser hora de meter mãos-à-obra.

Começamos a perceber a complexidade e dificuldade de acertar com os pormenores, mas de dificuldade em dificuldade, acabamos por ir vendo o progresso de uma tarefa que não estará ao alcance de todos.


  A mecânica pela qual deveremos optar é sugerida pelo próprio fabricante e refere que o chassis adequado será o da Ford Pro Truck do fabricante Ninco, oque reparte também com este o mesmo conceito de tracção exclusivamente ao eixo posterior. Assim o fiz, recorrendo a algumas adaptações de corte e junção, de alguns acessórios de que se faz acompanhar o kit, como é o caso da simulação dos pneus suplentes montados na traseira. Esta foi mesmo a opção por mim aceite, já que o iria devotar por inteiro às vitrinas de exposição, desprezando por isso qualquer performante solução. Mas alerta-se para o facto de se tornar difícil, por uma questão de distância entre eixos, descobrir um potencialmente eficaz chassis que ali se consiga acoplar.
Mas o kit, embora tal como a grande maioria das criações em resina denote algum empeno, encontra-se extremamente completo e em que à parte correspondente ao cockpit surgem duas possibilidades, uma, tal como a carroçaria, também em resina, ou em alternativa, em lexan.
As jantes serão talvez um dos aspectos melhor conseguidos, onde surge muito bem representado o sistema de enchimento dos pneus em andamento. Claro, depois será necessário conseguir através de tintas e pincel recriar o melhor possível a imagem real.

 Nestas duas imagens consegue ver-se o sistema de enchimento dos pneus, no modelo real e também o da reprodução da miniatura. Também é possível fazer-se a melhoria do aro das jantes, através da pintura a prateado dos parafusos que o compõem.

 De origem, tal como a própria carroçaria, existe uma côr única. Depois é necessário fazer-lhes o acabamento e acoplar estes "tampões" a jantes à medida. Em baixo, uma das fazes iniciais da pintura a preto do interior das mesmas.
E no final, o resultado é simplesmente soberbo. Haja coragem para algué pôr uma coisa destas na pista...
 A versão que dá origem a este pequeno monstro, é o que a Scalextric/SCX chegou a reproduzir, mas aqui, em versão protótipo, as cotas acabariam por ser completamente adulteradas relativamente à versão base.