sexta-feira, 17 de junho de 2011

O nosso Senna

 À chuva, não havia como ele.
E o seu primeiro triunfo no mundo da Formula 1, aconteceu  à chuva. E haveria de ditar o destino, que acontecesse em Portugal.
Assim foi, num Grande Prémio diluviano, em que apostava em cada momento, num despiste do meu herói.
 Tal era o seu assustador andamento, que em qualquer curva antecipava a visão de um despiste. Mas não, pilotando como ninguém, atingiu pela sua primeira vez no Autódromo do Estoril, o ceptro maior.
 Êxitos e desânimos, foram preenchendo uma carreira inigualável.
 Desde os Kart's até ao topo do desporto automóvel mundial, tudo serviu para preencher uma carreira plena de êxitos.