segunda-feira, 8 de agosto de 2011

História - Formula 1 - A luta de 1976 em Slot

1976 foi no campo da Formula 1, um dos anos mais competitivos no que respeita à disputa do Campeonato do Mundo de pilotos.
 Os protagonistas foram nem mais nem menos, Niki Lauda e James Hunt.
Andreas Nikolaus Lauda, "Niki Lauda", havia ganho o campeonato do ano transacto. Em 1976, James Hunt viria a arrebatar o título com 69 pontos enquanto Lauda conseguia 68.
 Hunt dispunha de um Mc'Laren M23, enquanto por parte da Lauda, a Ferrari disponibilizou nesta época duas versões, o 312 T e o 312 T2.
O terceiro classificado, Jody Scheckter, ficava com os seus 49 pontos, bastante distante dos dois primeiros com os seus Tyrrell 007 e P34, já que também este construtor dispôs de dois distintos modelos na mesma época.
 James Hunt e Niki Lauda respectivamente em Mc'Laren e Ferrari.
 Mas o acontecimento histórico que constituiu esta disputadíssima batalha, motivou o fabricante "Scalextric/Superslot" para a reprodução e eternização deste glorioso acontecimento.
 Editou um Set em edição limitada a 8.000 exemplares com a interessante reprodução dos modelos M23 da Mc'Laren e do 312 T2 da Ferrari, dos pilotos em questão e protagonistas maiores desse Campeonato do Mundo.

Champanhe e Coca-Cola....nos festejos....
 Nesse ano, James Hunt utilizava uma balaclava exterior e que se fixava directamente no capacete, aumentando dessa maneira a sua protecção aos incêndios. Curiosamente, esse acessório foi contemplado na reprodução do Mc'Laren com o dorsal 11.
 Também o modelo se encontra muito bem reproduzido, ficando a faltar apenas os logos da "Marlboro" por razões sobejamente conhecidas.
 Mas para quem conseguir esses logótipos, o modelo fica a ganhar muito relativamente a esta decoração base.
 No chassis surge a placa que garante que este modelo faz parte da série limitada, já que existe o mesmo modelo em versão corrente e correspondente ao segundo piloto desta equipa, Jochen Mass.

O mesmo acontece com o modelo Ferrari cuja reprodução se apresenta excepcional. Aqui nem sequer se põe a questão da publicidade, já que as marcas de tabaco não existiam na Ferrari
O único reparo a fazer-se prende-se com a cor do capacete que Niki Lauda utilizava. Não se trata de um vermelho similar ao da cor da carroçaria, mas muito mais vivo conforme se pode verificar na imagem de baixo referente a modelos estáticos e à escala 1/43.
À excepção desta última chama de atenção, estamos perante uma reprodução verdadeiramente digna de um expositor. Enquadra-se sem qualquer pejo, em qualquer digna colecção de modelos da marca italiana.
Igualmente e à semelhança do que acontece com o Mc'Laren M23, também este 312 T2 vem dotado de uma placa que identifica tratar-se de um modelo de série limitada.
Em pista e tratando-se do fabricante que é, disponibilizam-se dois modelos dotados de força magnética para além da do próprio motor, o que lhes confere andamentos excepcionais. Já requerem cuidados redobrados, quando desprovidos desta ciência. Não se encontram descabidos de voltas que proporcionem algum prazer, mas ficam longe do que actualmente se projecta para funcionar apoiados na real valia das modernas mecânicas.
Acrescentar apenas, que este Set não foi disponibilizado no mercado espanhol.