terça-feira, 23 de janeiro de 2018

BRM - Chegou o Gordini

 Chegou agora por parte da BRM, o Renault 8 Gordini. Na minha opinião, uma pena não o ter feito chegar na sua mais civilizada versão, ao invés desta que não sabemos muito bem se a devamos enquadrar no reino da ficção ou se numa espécie de Gr. 2.
 Talvez estas carroçarias alargadas tenham feito parte de alguma comum integração nas rampas lá para o reino dos gauleses, mas o certo é que pelo mundo fora, era algo muito pouco familiar. E estéticamente, bom, preferíamos mesmo ter visto chegar a mais familiar e corriqueira carroçaria de série.
Mas avancemos, partindo do princípio de que talvez a razão tivesse estado do lado da competitividade, já que existem dois termos de comparação e para o qual conviria que o agora chegado, não perdesse a carruagem imposta tanto pelo NSU TT como pelo Simca 1000.
 O conceito pelo qual o fabricante optou, foi exactamente o mesmo dos dois anteriormente citados. Um chassis e sub-chassis metálicos, motor de caixa pequena em posição anglewinder e semi-eixos para as rodas traseiras, com estas a tomarem camber negativo, uma inovação introduzida no NSU.

E a família com que se poderá para já contar. Quatro distintas versões em que duas delas se identificam de algum modo com a própria marca.