quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Perfeitos disparates - Porsche 550

Esta é uma das interessantes edições da Ninco.
Pena, a pouca correspondência entre a edição à escala e a realidade.
 Este automóvel participou na 5ª edição da mítica "Carrera Panamericana", em 1954. Trata-se de uma das versões do 550 da Porsche, numa das suas várias versões, no caso, um 550-1500 RS Spyder, um 1500 de 110cv às 6200 rpm e um peso de 590 Kg, capaz de atinguir a incrível velocidade de 220 K/h.
 Se ao nível da frente os defeitos ou as diferenças até pudesse passar despercebido aos menos atentos, onde por exemplo a posição dos faróis é muito mais vertical do que aquilo que nos surge na réplica, ou a colocação dos piscas que nada têm a ver com a realidade, ou a inexistência das tomadas de ar para os travões, ou um capôt da frente que deveria prolongar-se até à tomada de ar do radiador, ou .......


 ...... na sua traseira, entre uma coisa e a outra, vão se lá descobrir as semelhanças....
Uma traseira onde as extremidades dos guarda-lama surgem muito mergulhantes no mini-modelo, subverte na totalidade a semelhança com o original modelo. Aqui surge a representação da comum carroçaria do 550 alemão, mas o modelo participante na famosa corrida era muito diferente. Desaparecem os pilotos redondos traseiros, para dar lugar a dois rectangulares de cada lado, acima da matrícula existem duas grelhas simétricas e as duas mais acima encontram-se integradas num pequeno capôt-motor, independente da totalidade do capôt traseiro, como acontece na representação da Ninco. As grelhas existentes lateralmente e  de acordo com o inicial 550, não têm lugar.
 Enfim, mais uma das indesejadas reproduções, que nunca deveriam ter tido lugar em catálogos de fabricantes.
 Bonito e inicialmente interessante, acaba por tornar-se mais um Flop do nosso mundo dos carrinhos de pista.......