sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Terá chegado a revolução? Audi R18 e-tron quattro Slot.It

 Há já muito anunciado o lançamento do Audi R18 e-tron quattro por parte da Slot.It, tem-nos deixado verdadeiramente expectantes a sua chegada pela prometida tracção ás quatro rodas, à imagem do seu irmão verdadeiro. Contudo, o apetite foi ainda mais aguçado, quando se anunciou que este modelo da categoria LMP montava o sistema de tracção às rodas anteriores a funcionar em conjunto com um princípio de diferencial. Algo verdadeiramente inédito, a fazer lembrar o inovador sistema de diferencial mas ao eixo posterior, de que a MG Vanquish dotou os seu modelos à um par de anos atrás.
 A transferência da tracção de um eixo para o outro far-se-à através de correia dentada, algo já conhecido sobretudo nos meios mais dedicados aos ralis e que já nada nos espanta.
 O segredo encontra-se verdadeiramente montado no conjunto das rodas da frente, que montam rolamentos unidireccionais.
 Lateralmente e no alinhamento longitudinal da correia dentada, foi montado um tensor para a mesma, que se fixa directamente na parte superior do motor.
As polias dentadas dividem-se em duas partes, a dentada própriamente dita e que encaixa no cubo da roda e uma segunda parte constituída por uma parede simples que tem como função única, evitar que a correia entre em atrito com a cremalheira.

 A jante traseira é a comum da Slot.It pelo qual se optou para este tipo de modelos, com as dimensões de 17,3x8,2.
 Na frente, foram montados dois bronzes esféricos que servem de apoio ao eixo.
 Inovador, encontra-se a concepção das jantes frontais. De medida similar à das jantes posteriores, são neste caso fabricadas em plástico, onde se equipa no centro um rolamento de via única, com o mesmo princípio do utilizado nos cubos das bicicletas (clique Free).
E o segredo encontra-se desvendado, restando agora a curiosidade associada aos efeitos práticos deste sistema, que poderá vir a ter potencial.
E quanto à carroçaria? Parece que aqui, que a Slolt.It andou a misturar alhos com bugalhos. Também é muito fácil sermos ludibriados, quando falamos em todas as versões do Audi R18, já que os melhoramentos que lhes foram sendo introduzidos, parecem ter passado por nada. Mas a verdade diz-nos, que muita coisa foi sendo modificada, apesar de pouco detectáveis, muito por culpa também das sucessivas decorações mais ou menos psicadélicas em que tem apostada a marca.
 A versão anunciada em cartaz, trata-se da vencedora da edição de 2012. Mas a carroçaria aqui mostrada, trata-se de uma salgalhada entre a versão de 2012 e 2013.
Em baixo mostram-se imagens da secção traseira de ambas as versões, correspondendo a primeira à versão de 2012 e a segunda à de 2013. Temos em cima a réplica de produção Slot.It.
Reparemos então no formato das derivas verticais do aileron do modelo de Slot, e fácilmente confirmamos pelo seu formato e pela existencia de derivas duplas de cada lado, que se trata da versão de 2013. Mas anunciou-se a versão de 2012. Algo começa a não bater correcto. Igualmente, a finalização do guarda-lama, onde se apoia a deriva vertical do aileron, corresponde ainda à versão mais recente, já que mais longa e alta e sem qualquer descida na sua extremidade. Estaremos então perante a versão de 2013, embora se tenha anunciado a de 2012?
 Quanto à secção frontal e embora não muito perceptível, parece não estar enganando quando escrever que o formato da parte superior dos guarda-lama frontais se identifica mais com a versão de 2012 do que com a de 2013, isto porque existem diferenças e que se mostram através das imagens que abaixo se mostram, correspondendo a primeira ao modelo de 2012.
 As extremidades superiores mais recuadas dos guarda-lama frontais culminam em derivas verticais, sendo na versão de 2013 mais proeminentes (imagem de baixo) e alongadas.

Ainda relativamente aos guarda-lama frontais, torna-se agora pela visualização da imagem de cima significativamente mais acessível a determinação do ano a que corresponde a versão da Slot.It. Os pilares de sustentação da parte superior dos mesmos e que completam o arredondar das cavas das rodas, mostram-se pouco convergentes para o interior da cava e ao mesmo tempo curtos, numa clara identificação com a versão de 2012. Esses mesmos pilares nesse ano, apresentavam uma largura até sensivelmente meia altura, passando depois a ser mais estreitos até ao chassis, tal como a Slot.It os representou.  Em 2013, estes mostravam-se mais pronunciados para o interior da cava, ligeiramente mais compridos, sempre da mesma largura e surgindo ainda uma pequena deriva vertical (tipo lâmina), logo após a cava e acima do chassis.

 Em cima, as formas de 2012 e em baixo as de 2013.

A imagem de baixo mostra-nos como a parte frontal ao nível do chassis, foi também modificada. Enquanto em 2012 os Audi tinham essa extremidade plana, em 2013 surgiram viradas para baixo. Ainda aqui continua também a corresponder a interpretação do fabricante Slot.It, à versão de 2012.
Na imagem de baixo, percebe-se a curvatura do chassis para baixo no modelo da esquerda e correspondente à versão de 2013 e como as pequenas derivas em que culminam os guarda-lama na sua extremidade posterior, se encontram mais pronunciadas.
Na imagem de baixo em que é possível ver-se parte da carroçaria, nomeadamente o guarda-lama, ficamos completamente esclarecidos quanto ao ano a que a mesma corresponde. Afinal, uma verdadeira salgalhada. Uma traseira de 2013 com uma frente de 2012, mas estamos certos que todas estas diferenças passariam despercebidas ao grande número de aficionados. Mas também o que mais vai contar, não se prenderá com estas questões estéticas ou de rigor, mas sim com o recheio de que virá equipado, o seu revolucionário sistema 4x4.








De traseiras substancialmente diferentes, não restam dúvidas quanto ao ano a que corresponde este futuro ícone do slot. Em baixo, do lado esquerdo a versão de 2013 e à direita a de 2012.

A família Audi R18