sexta-feira, 3 de outubro de 2014

E agora? Sideways VS Scaleauto

 Pois é, a Sideways encontra-se prestes a fazer chegar-nos a sua mais jovem criação, o Porsche 935 K2 e que curiosamente bate mesmo em cima da também recente criação da Scaleauto. Mais curioso, é o facto de ambos terem apostado para o seu lançamento, na versão da Max Moritz, no seu belo laranja da Jägermeister. Não correspondendo exactamente à mesma participação, corresponde no enatanto exactamente ao mesmo modelo, o que facilita uma comparação com o fim de cada um poder fazer aquela que lhe pareça a melhor opção na hora da compra.
 É possível ficar desde já com uma ideia do que virá a ser este carrito, através das imagens que é já possível usufruir. Parece-me no entanto que este futuro corredor, não estará tão bem concebido quanto o seu rival espanhol, sobretudo ao nível dos guarda-lama frontais. Em baixo o modelo da Scaleauto, mostra-nos uma frente que parece francamente com design mais condizente com a realidade.

 O desenho da cava das rodas da frente, na realidade sobe quase até à horinzontalidade dos guarda-lama, mas a versão da Sideways não cumpre esse preceito existindo desde a cava até ao limite superior, uma parede. Pelo contrário, a Scaleauto retratou perfeitamente este pormenor, falhando no entanto no desenho das grelhas de arejamento que ali existem, tendo-as reproduzido todas de igual tamanho.

 Nas restantes partes do mini-modelo, a aparência mostra-nos muita igualdade na interpretação das formas.
 Continuando na secção frontal e especificamente na errada forma do guarda-lama no modelo da Sideways, poderemos verificar que o afunilar que deveria existir para a traseira, quase não existe. Demasiado a direito aliado a uma parede alta até ao arredondado da cava da roda, permite uma sensação desagradável e de muito pouca veracidade (imagem de baixo).

 O tratamento dos stops está melhor conseguido que modelo que aí virá e a restante traseira encontra-se muito parecida e bem realizada em ambos.
Mas o embate entre estes dois já gigantes fabricantes, continua nos modelos M1 de Gr.5. Também aqui apostaram ambos no mesmo modelo e melhor ainda, na mesma versão participante em Le Mans, sob as cores vermelha e branca do patrocinador "BASF".
 Será aqui mais fácil um comparativo, dada a coincidência da posta, mas percebe-se no imediato que tanto a grelha que cobre a tomada de ar lateral do guarda-lama traseiro (plana) como o bocal de combustível no vidro lateral traseiro (sem a parte do bocal), não mereceram por parte da Sideways, o melhor tratamento.
 Quanto à restante obra, poderá aproveitar-se o que foi já dito num comparativo feito neste Blog, acerca dos dois modelos de ambos os fabricantes. Nesta versão e no capôt frontal, entre as grelhas de arejamento e o pára-brisas, a Sideways simulou a existência de uma pequena tomada de ar de formato triangular, através de uma pintura a negro, enquanto o modelo rival as representou fisicamente.
Bom, a guerra poderá continuar, mas por agora, temos já matéria suficiente para fazermos aquelas que consideremos as melhores das opções na hora da aquisição.