domingo, 31 de julho de 2011

Uma prova RADICAL - 2º Aniversário GT Team Slot Shop

 Foi sábado 30 de Julho, que a loja GT Team organizou uma prova de resistência com a duração de 6 horas, com modelos da classe LMP. A variedade de opções era imensa e isso deixava-nos expectantes quanto ás opções das várias equipas.
 Foram quatro as equipas inscritas, resultado de uma época do ano em que as férias condicionaram muitas presenças. Apesar das enumeras opções que o regulamento contemplava no que a modelos admitidos era possível, houve um que se repetiu. A equipa "Gentleman Drivers" constituída por Hugo Figueiredo, Carlos Alvim e Pedro Correia, optaram pelo Audi R8R do fabricante Slot.It. Os "Smoke On", constituídos por António Maia, José Eduardo e o regressado José Pedro Marques, fizeram a sua aposta no Toyota GT1 da Scaleauto. A equipa da casa, GT Team ART" constituída por Augusto Amorim, Nuno Aguilar e Rui Mota e a equipa "Radical Racing Team" que integrava os pilotos Luís Pedro, Francisco Matos e Paulo Oliveira, ambas apostavam no Radical do fabricante Scaleauto.

 António Maia dos "Smoke On" eo Toyota GT 1 conseguiram a 3ª posição na qualificação.


 Luís Pedro do "Radical Racing Team" e os eu Radical, viriam a conseguir a 4ª posição na qualificação.


 Hugo Figueiredo dos "Gentleman Drivers" viria a ser o piloto escolhido para a qualificação, tendo ficado com a segunda posição para a grelha.


 Rui Mota pelo "GT Team Art" e com o Radical, viria a conseguir o melhor tempo para a grelha.

 O registo dos tempos da qualificação.

 E deu-se então início às 6 horas de competição, onde Nuno Aguilar (GT Team ART), Hugo Figueiredo (Gentleman Drivers), José Pedro Marques (Smoke On) e Paulo Oliveira (Radical Racing Team) abriram as hostilidades.
 E a manga de abertura mostrou grande equilíbrio entre os "Smoke On" que ganharam a calha e o "GT Team ART", surgindo mais destacados os "Gentleman Drivers" e o "Radical Racing Team", este último a demonstrar os efeitos de paragens prolongada por parte tanto de Paulo Oliveira como de Francisco Matos, bem como também de um menos competitivo Radical. Mas à medida que a prova foi decorrendo, a vantagem da equipa da casa foi-se cimentando, registando uma vantagem de 28 voltas ao fim das 3 primeiras horas, altura em que se fez um pequeno intervalo para uma breve comemoração do acontecimento. Mas nesta altura, os "Gentlema Drivers" encontravam-se a uma distância de 22 voltas da segunda posição e uma confortável vantagem de 85 voltas para os seus perseguidores.
 Augusto Amorim e Ana Amorim sua esposa, fizeram as honras da casa, apagando as velas e abrindo champanhe. Os presentes tiveram oportunidade de brindar num salutar convívio de disputa e amizade.

 António Maia não perde o ensejo para colaborar no convívio que todos nós agradecemos.

Mas o recomeço da prova trouxe uma complicada alteração. A inversão do sentido, criou complicações em que uns sentiram enormes dificuldades e outros lá se foram adaptando com mais facilidade. Mas a verdade dos factos, revela o mesmo resultado da classificação que se tinha registado na primeira metade da prova.
Algumas fases melhor conseguidas do que outras, mas no final, a vitória coube ao "GT Team ART" com um total de 2339 voltas, seguido dos "Smoke On" com 2195 voltas apesar do forcing por parte dos "Gentleman Drivers" com finalizaram cumprindo 2174 voltas, ou seja, a 21 voltas o que relativamente à primeira parte, registaram um ganho de 1 volta. A fechar a tabela da classificação, o "Radical Racing Team" com 1970 voltas.
 O modelo vencedor terminou a prova com o patilhão neste estado. Apesar do que a imagem possa fazer pensar relativamente ao desempenho do modelo, este continuou com um comportamento exemplar.
 Os resultados e os modelos alinhados de acordo com a classificação final.

 Luís Pedro e Francisco Matos recebem da mão de Augusto Amorim, o troféu relativo à 4ª posição.

 Em terceiro, Hugo Figueiredo e Carlos Alvim dos "Gentleman Drivers".

 Os "Smoke On", José Pedro Marques, José Eduardo e António Maia, conseguiram a 2ª posição final.

E em primeiro os membros do "GT Team ART", Rui Mota, Augusto Amorim e Nuno Aguilar.

Mais uma prova onde as disputas estão sempre presentes, mas o convívio é o ponto mais forte.

Parabéns GT Team por este 2º Aniversário...