quarta-feira, 6 de julho de 2011

ART - O poder da persistência

 Matéria já anteriormente abordada, a ART é a abreviatura de Agular Racing Team.
Team com origem nos remotos anos da década de 80, tem feito uma longa caminhada desde os tempos de estudante deste já carismático praticante da modalidade, até aos nossos dias.

A irreverência dos tempos estudantis, levaram a que Aguilar assim decorasse o seu Porsche 956 da SRS.

Noutros tempos, o equipamento era acomodado nesta caixa devidamente personalizada.

Depois passou-se à fase seguinte, com a personalização dos próprios modelos.

Depois foi o reforçar da decoração através da afirmação de um novo tom de cor.

Os modelos que Aguilar levou para as pistas são infindáveis.
Desde a velocidade aos troféus e das as resistências aos raides e ralis, tudo foi válido para afirmar a sua vocação pelo Slot.


Além da escala rainha 1/32, a nova 1/28 da Xlot não foi esquecida.


Não é invulgar encontrar na sua colecção, modelos repetidos.









Alguns modelos merecem honras na sua colecção, como este Porsche 956 da Slot.It, assinado pelo próprio Maurizio Ferrari.

As 24 Horas do Porto de 2010 cujo modelo oficial recaiu no Reynard da Sloting Plus, obrigou à preparação de imensos modelos, dos quais nasceram também algumas variações da sua decoração.

Depois disso, abriu-se a porta a algumas radicais variações, como a que aqui se mostra em cima do Alfa 33/3 e em baixo do Ford P68.


Nuno Aguilar foca o núcleo das suas participações  em provas de longa duração, já que a sua profissão condiciona o seu número de presenças num número mais assíduo.

E estas têm-se feito integrado e repartindo os elementos também associados ao GT Team Slot Clube. São eles, Augusto Amorim, Luís Azevedo, Paulo Mendes e Rui Mota.

Nuno Aguilar, um exemplo de persistência.