segunda-feira, 29 de abril de 2013

Campeonato Grupo C - 3ª jornada

Foi sexta-feira passada que se cumpriu a terceira jornada do Grupo C, levada a cabo pelo GT Team Slot Clube.
 Com um total de sete participantes, ficava no ar a possibilidade de surgirem alguns resultados surpreendentes. Assim, assistia-se à estreia pelas mãos do iniciado Paulo Gonçalves, do último modelo da Lancia, uma incógnita até agora, pois este modelo fazia desta vez a sua estreia neste novo traçado. Esperava-se também que pela primeira vez Augusto Amorim tivesse um adversário à altura, já que Luís Azevedo se propunha dar luta séria a este invicto participante. Constituía também surpresa, a estreia do berço para motor em posição Anglewinder no Mazda da Mr Slot Car, por parte de Rui Mota. Afinal, tudo ingredientes que apimentavam a jornada.
 E a partida fazia-se com quatro participantes, sendo eles David Azevedo, Rui Mota, Augusto Amorim e Bruno Martins. Pela primeira vez ir-se-ia assistir à luta directa com armas iguais, entre os modelos da Slot.It e o único modelo da Mr. Slot Car, o Mazda 787B. E curiosamente iríamos assistir também à presença de dois destes modelos, mas um de cada fabricante, o que servia na medida exacta para se julgar o valor de cada um dos Mazda. Bruno Martins era o outro representante da Mazda e não gostaria de ver Rui Mota a impor-se nesta guerra.
Após a partida, cedo ficou claro que iria ser intensa a luta entre os quatro participantes. E embora Bruno Martins tudo tivesse feito para se impor a Rui Mota, este último viria a colher dividendos do único despiste tido durante toda a manga, ficando a apenas duas voltas do vencedor, Augusto Amorim. Este por sua vez, impôs uma vez mais à concorrência, o seu Toyota. David Azevedo queixava-se de um motor já cansado e com alguns picos na entrega de corrente, o que o viriam a penalizar pelos despistes que viria a causar. Ocupava assim a quarta posição na manga.
 Para a segunda manga, Paulo Gonçalves e Miguel Carvalho iriam tentar na medida do possível, equilibrar forças perante Luís Azevedo, o único participante capaz de poder vir a arrebatar a primeira posição a Augusto Amorim.
Esta manga mostrou um candidato muito forte, mas onde os iniciados surpreenderam com andamentos fantásticos. Paulo Gonçalves, para além de rapidez, contou também com um Lancia muito estável onde as saídas se contavam por uma mão apenas. Miguel Carvalho mostra-se cada vez mais seguro, mas o elevado nível mostrado pela concorrência nesta jornada, não lhe permitiram a fuga da última posição.
Luís Azevedo viria a impor-se no final a Augusto Amorim por uma volta e Rui Mota viria a conseguir ocupar brilhantemente, a terceira posição final.
Afinal de contas, foi surpreendente o resultado conseguido pelo modelo da Mr Slot Car que se mostrou em grande nível de performance e quiçá no futuro, consiga até alguma surpresa maior, já que tratando-se de um modelo mais pesado frente à concorrência e ainda com algum défice de preparação, poderá vir a melhorar ao ponto de se equiparar verdadeiramente. A próxima etapa poderá vir a confirmá-lo, ou pelo contrário, provar que o seu limite de desenvolvimento se encontre já no topo.
Por parte dos iniciados, ficou também a prova de que de prova para prova, a sua evolução tem vindo a ser uma realidade. Tenham eles modelos à altura e os consagrados que se cuidem, já que a diferença entre Bruno Martins e Paulo Gonçalves se fez pela diferença de metros, na discussão pelo quarto lugar.

O pódio dos pilotos, com Luís Azevedo a derrotar pela primeira vez Augusto Amorim e Rui Mota a levar pela primeira vez também, o Mazda da Mr Slot Car ao pódio.

A Classificação final...
A próxima prova trará mais um candidato de peso, Paulo Mendes, que contribuirá para aumentar a competitividade que este campeonato tem vindo a demonstrar...