quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Igualada - A prova raínha - Ford GT40 Slot.It

Aquela que para nós constituía a prova mais importante do evento e afinal a razão que nos levou a esta aventura, era mesmo a destinada aos modelos da Slot.It.
A dedicação levou-nos a prepara uns quantos Ford GT40, dos quais depois de testados no palco dos acontecimentos, haveria de sobressair um e que constituiria a melhor opção para a prova.

Opção feita, foi necessário proceder-se posteriormente de acordo com os habituais trâmites obrigatórios e superviosionados pela organização, como são a entrega dos motores e sua montagem e a respectiva montagem de pneus novos, tudo fornecido pela própria organização.
De acordo com os horários previamente estabelecidos, lá se partiu para a sessão de qualificação, onde as equipas com elementos de nacionalidade portuguesa estabeleceram respectivamente a 5ª posição para o Clube Slot da Trofa, a 7ª para a Trofa/Astur, para o GT Team/ART Slot Cars, a 26ª posição para a CAT Racing Team e a 35ª posição para o Slot Clube do Porto, num total de 36 equipas e onde a pole position foi conseguida pela equipa da Slotmania.
 Para a grelha de partida, a escolha recaiu na calha 7, ó primeiro dos números que o carro recebeu no vidro.

 Uma das 4 grelhas de partida, aquela em que se encontrava o modelo da nossa equipa, para uma batalha que duraria 12 horas.
 Outra das grelhas de partida.
 A 8ª posição da grelha, era de facto prometedora, pois a falta de experiência  em pistas Ninco e respectiva preparação destes modelos para este tipo de pistas, levantava algumas dificuldades e preocupação. Mas o ânimo era grande, como se atesta pela felicidade estampada no rosto de Rui Mota, momentos antes da partida.
 Dado o início da prova, lá fomos fazendo o possível, subindo paulatinamente na classificação geral, até ocuparmos alguns lugares de relevo. Deve referenciar-se também, que a subida de lugares não se devia apenas aos bons desempenhos dos nossos pilotos, mas também pela paragem obrigatória que as equipas iam sucessivamente tendo, pois era necessário parar durante duas calhas, para que se cumprissem as calhas virtuais. Logicamente, quando chegasse a nossa vez, cairíamos também, o que aconteceu também, mais para o final da prova.
 Mas lugares como o 5º e até 4º, foram por nós ocupados durante longos períodos, o que é sempre um ânimo para quem participa. Essas foram posições em que também se envolveram o Clube Slot da Trofa e a Trofa/Astur.
Com mais dificuldades encontraram-se os elementos do Clube Slot do Porto, cujo piloto Lino Marão (o Varela) se queixava de grandes dificuldades de adaptação. Algo que não é de admirar, já que o traçado era francamente difícil e se o carro não ajudar, passa a ser fácil de acreditar nas palavras deste experiente piloto, secundado pelo Pedro e ainda o Luís Alcino (o Guimarães). Pior encontrava-se o simpatizante da modalidade e Team Manager desta equipa, o Berto,  (o Bertinho), que acabou por se ver forçado a um curso intensivo de pistador.....
A rondar a 15ª posição, andava a CAT Racing, constituída por pai e filha e que completaram só os dois, quase a totalidade da prova. Apenas durante uma das calhas, foram socorridos por Filipe Pires que se encontrava também em Igualada, mas nas batalhas dos ralis.
 No final, a melhor representação portuguesa acabou caber à equipa mista da Trofa/Astur que integrava os trofenses Pedro e o Rúben e completaram a mesma na 9ª posição. No 11º lugar surgia o Clube Slot da Trofa imediatamente seguida do GT Team/ART Slot Cars na 12ª posição. Na 24ª posição posicionou-se o CAT Racing Team com Luís Veloso e Ana Veloso, enquanto mais a baixo e na 31ª posição ficava o Slot Clube do Porto.
 Como nota, referenciar que se tratou duma excelente experiência para a nossa equipa. O resultado que não tendo acontecido no Top Ten, não deixa de ser de relevo, sobretudo atendendo à quantidade de participantes presentes. A experiência acumulada, poderá colher dividendos de futuro, pois o objectivo para a próxima, já será pautado por outras metas.
 Mas esta participação, trouxe-nos sem dúvida sobretudo, um ímpar convívio entre elementos de Braga, Trofa e Porto. E daqui os saúdo, agradecendo o bom ambiente que com eles consegui desfrutar, inclusive, uma estratégica fuga às prustipegas......não foi Rúben????
 Os vencedores, acabaram por ser os fortíssimos homens da Slotmania, seguidos da Punt Slot e Polónia Racing. A equipa da Cric Crac, quedou-se apenas pela 4ª posição final.
 9º - Tofa/Astur

 11º - Clube Slot da Trofa

 12º - GT Team/ART Slot Cars

 24º - CAT Racing

 31º - Clube Slot do Porto

No final, cada equipa presente acabou por receber um destes modelos comemorativos.