quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

E agora, para quando TT em grande?

 Tendo o mundo dos TT de Slot sofrido grande expansão, parece no entanto em nosso território, encontrar-se em franco declínio.
É verdade que também por parte dos grandes fabricantes, ou por falência ou por aposta comercial, esta matéria tem vindo a assumir uma clara queda e a ocupar um lugar distante dos grandes interesses.
Se os brutais Hummer da Power Slot desapareceram por fatalidade comercial, é certo que no mundo das apostas mais artesanais, continua a ser uma das carroçarias mais procuradas.
Enquanto fabricante, a Power Slot cavou a sua própria sepultura, ao apostar em materiais de duvidosa qualidade, que acabaram por acelerar a falência de uma das mais promissoras marcas nesta matéria.
Mas também a Ninco tirou partido destes monstros americanos, se bem que na sua mais civilizada versão, para o enriquecimento do seu parque de TT's. Porém, representou quase o fim de linha para a sua aposta neste interessante mundo associado ao Slot.
E se a Power Slot não aguentou a luta comercial, a Ninco viu nesta linha uma desinteressante aposta, declinando as suas produções neste tipo de modelos.
Mas os TT, fizeram durante alguns anos um dos pontos fortes da Ninco, registando a produção de alguns carismáticos aventureiros do Rali Paris-Dakar.

Detentores de algum avanço técnico como modelos capazes de ultrapassar obstáculos de acrescida dificuldade, através da inclusão da tracção total, de amortecedores e um patilhão basculante, estes primeiros TT da Ninco, aguentaram-se bastante bem até surgirem os primeiros verdadeiros opositores.

Surgiram algumas edições apoiadas no que quase teria sido o último TT da Scalextric, mas que embora totalmente projectado e produzido em protótipo, nunca viria a vêr a luz do dia, em tempo apropriado.
A Power Slot comprava os direitos deste modelo e produzia em séries limitadas modelos brancos e vermelhos, mas dotados de motorização própria.

Mais tarde, este mesmo modelo viria a integrar a série "Vintage" do  seu fabricante original, a Scalextric.
Mas voltava de novo a Scalextric a sentir-se motivada pela produção de modelos capazes de tracção brutal e de extraordinárias capacidades fora de estrada. E nesse seguimento, surge a edição de novas pistas exclusivas para esse fim e novos modelos apoiados basicamente nos seus anteriores conceitos.

Actuais Mitsubishi e Volkswagen Touareg que à boa moda da Scalextric vinham ainda equipados com Kit de luzes, fizeram renascer a esperança de mais uma forte aposta por parte dos fabricantes, neste tipo de modelos.
Mas esta aposta do fabricante espanhol, ficou mesmo por aqui. Não tendo surgido mais modelo nenhum, limitaram-se à edição de uma nova decoração (Carlos Sousa) para o Touareg.
Mas entretanto nova esperança surge para os praticantes, quando a Avant Slot surpreende com o lançamento de um brutal Mitsibishi.
Infelizmente, a expectativa gerada não correspondeu às reais potencialidades deste modelo. Mal estudado, o trabalho das suas suspensões não se mostrou eficaz, o que levou ao reconhecimento do fabricante, que muito recentemente disponibilizou um novo chassis melhorado, para que este TT se mostre com mais eficiência dinâmica.
Também aqui Carlos Sousa viu a edição do seu modelo, se bem que integrado em colecções de edição limitada.

Mas a Ninco foi para já, aquela que melhor e mais partido soube tirar destes conceitos. E da sua linha fizeram parte vários modelos como o BMW X5.

O Bowler foi a última produção na linha da Ninco, dedicada ao mundo dos Todo o Terreno. Mereceu inclusive uma edição Prorace, mas que infelizmente se verificava que as rodas da frente não chegavam ao solo.

Mas a Ninco centrou ainda as suas atenções nos Volkswagen Toureg de primeira geração, com a edição de várias decorações.



Mas o Volkswagen Touareg foi ainda objecto de atenção por parte de fabricantes artesanais que o reproduziram em resina e em edição limitada, apoiados em mecânicas da Scalextric (SCX).
Edições altamente detalhadas, acabam por se traduzir em edições de colecção e devotadas exclusivamente à estante.

Da mesma marca, os modelos SCX são dos mais aproveitados para a competição, quando os obstáculos a vencer são dos mais difíceis.

Mas a Ninco trouxe-nos ainda o interessante Buggy Schelesser, modelo de tracção apenas traseira, mas que nalguns casos se mostra de uma ímpar eficácia .

Mas como habitualmente os slotistas não se dão por contentes com a oferta do mercado, aventurando-se por vezes nas suas próprias criações, como é o caso deste Nissan apoiado numa mecânica Ninco do BMW X5 evoluido com algum material de aperto.

Mas isto é actalmente matéria de objecto de desenvolvimento por parte de muitos fabricantes artesanais que têm surgido e proliferado, apresentando chassis verdadeiramente revolucionários
 Os camiões são também objecto de grande aposta por parte dos fãs do Slot TT, verificando-se alguns revolucionários conceitos dinâmicos, como o que aqui se mostra, de um camião de 4 eixos e tracção à 8 rodas.
 Mas os verdadeiros detentores de recordes, têm sido modelos artesanais capotados com as carroçarias Hummer da extinta Power Slot.
E afinal, para quando a realização de uma grande prova dedicada a estes monstrinhos?