domingo, 26 de fevereiro de 2012

Lotus Elise GT1 - Avant Slot

A Avant Slot é das marcas fabricantes de modelos de Slot, que melhor tem sabido conciliar o binómio qualidade/eficácia. Os seus produtos de última geração, têm sido pautados por grande qualidade de construção aliado a uma reprodução de autenticidade de grande nível. Basta que nos lembremos por exemplo da mais recente reprodução do Peugeot 908 HDI, para que se dissipem quaisquer dúvidas.
 E o recém chegado Lotus Elise GT1, é também disso um bom exemplo.
Como vem sendo costume neste fabricante, a primeira versão reflete um modelo que tenha servido de modelo de desenvolvimento, o que invariavelmente lhes tem vindo a valer a cor base preta, a cor da fibra de carbono de que se fazem hoje em dia, as carroçarias. Aproveita tanbém o fabricante para fazer deles, modelos editados num limite de 1000 exemplares. A excepção à regra, aconteceu com a edição de testes do Mitsubishi Racing Lancer que apesar de fazer parte deste mesmo conceito, não se trata de uma série limitada.
 Mas esta nova produção, para além de nos oferecer uma reproduçaõ dessa série, apresenta-se com uma qualidade  no top das melhores reproduções. A seu favor joga ainda o facto deste possuir tanto à frente como atrás, jantes cujo centro se situa num plano muito exterior. Isto ajuda a que não se cometa o erro desagradável e que pouco familiariza as reproduções com os modelos reais. Normalmente, as jantes traseiras costumam ter um centro demasiado afundado, o que não joga nada a favor dos fabricantes, já que as opções técnicas actuais colidem de sobre maneira com esta questão. No entanto, estas deveriam ser de maior diâmetro.
 Pode verificar-se através da comparação das imagens do minimodelo e do carro real, como a fidelização das suas linhas, é um facto.
Nota menos para a forma como foi representada a tomada de ar na capota, que não corresponde exatamente a esta versão, apesar de vir a encaixar como uma luva, nas de competição. Parece ter faltado também, representar o tampão do combustível na cor cromada.
Nesta versão, também os retrovisores deveriam ter sido representados nas portas e não nos guarda-lama, já que esta foi a configuração pela qual se optou para a competição
 Dotado de uma carroçaria com plástico muito fino, o seu peso final vai disso colher benefícios. Equipado ainda com um chassis de última geração e com provas já dadas, ao que poderemos acrescentar o benefício da aposta em semi-eixos para as rodas da frente, estaremos por exemplo perante um grande e declarado adversário para os Nissan R390 e Mc'Laren F1 do fabricante Slot.It, nas competições para modelos da Classe GT1.
 Na base do modelo, o número que coube em sorte numa edição de 1000 exemplares.

 Agora é esperar pelos modelos decorados, dos quais o mostrado na imagem de cima, parece vir a ser o primeiro.

 Mas o mais esperado e que parece merecer as preferências gerais, é este. As novas formas da sua frente, é que parecem comprometer o seu surgimento.