terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Avant - 2012

 O catálogo da Avant Slot para 2012, contempla algumas peças de grande interesse.
 O Lotus Exige em versão GT1 é já nosso conhecido, apesar de ser dos modelos que ainda não chegaram ao circuito comercial. Mas é com grande ansiedade que os Slotistas praticantes, aguardam a sua chegada.

 Do Subaru anuncia-se nova decoração, para um modelo que pouco mais terá a dar, pois não foi dos carros que no panorama da realidade tenha conseguido registos de êxito que justifique muitas mais apostas sobre ele, além de em termos práticos e na modalidade, parecer também ter já chegado ao seu limite de desenvolvimento.
 Para o Peugeot 908 é que parece encontrar-mo-nos perante uma série infindável. Anunciam-se agora, o modelo privado participante na edição de 2011 em Le Mans, bem como os três participantes oficiais na mesma edição e ainda o modelo de testes, onde como nota de maior relevância, se encontrará a deriva vertical desde a capota até ao aileron.

Para a série TT, mais uma decoração para os camiões, numa versão participante no Dakar de 2011.

O Mirage GR8, parece finalmente ver sair o vencedor de Le Mans em 1975, vestido com as cores da Gulf e o dorsal número 11.

Mas novidade fresquinha, é mesmo o anúncio da edição de um dos gloriosos do Grupo B de Ralis. Chegou a vez do fantástico Peugeot 205 Turbo 16 ver as luzes da ribalta, já que este fabricante continua a ser uma das melhores referências no campo dos ralis. E se a isto aliarmos ainda a qualidade de maqueta com que nos têm vindo a brindar, então teremos algo que baterá largamente a anterior edição do 205 por parte da extinta Spirit.

Já à muito anunciado, encontra-se o Opel Manta 400. Claro que estamos em crer, venha também a ser uma fantástica peça de Slot e ainda de colecção. Porém, começa a tardar a sua chegada.

Novidade constitui também a edição de modelos "Dani Orozco", carros vendidos já totalmente preparados para competir. Material de ponta é-lhes aplicado e quem os adquirir, terá como preocupação única, calibrar o melhor possível o seu dedo, pois nada mais haverá com que se preocupar. É uma ideia, mas não sabemos se o custo final compensará o trabalho caseiro que possamos ter, nos nossos próprios desenvolvimentos.

E esta sim, FINALMENTE......
Aqui surge o Mitsubishi com que Armindo Araújo atingiu o ceptro maior, ao conquistar a vitória absoluta no Campeonato do Mundo de Produção. E o carro apresentado, parece definir apenas e só isso mesmo, já que não surge placa nenhuma identificativa de qualquer rali.
No entanto, junto ao número da capota, a placa "ADAC" identifica-o como sendo da participação no Rali da Alemanha. E se essa placa surge na capota, porque não na porta? Estarão os espanhóis apostados em enraivecer-nos?? ou esta imagem não será ainda do modelo final? Esperemos que sim......


 E a placa do rali que deveria encontrar-se do lado direito do capôt, porque não está lá também??

E foi assim que o nosso tuga andou nesse rali.....