quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Diabolique

 O Ford RS 200 da MSC em versão do Rali de Portugal e com as cores da Diabolique, encontra-se disponível e está verdadeiramente belo.
 Modelo já nosso conhecido, era por nós esperado por no fundo se tratar duma referência nacional.
 A decoração que não sendo à partida das mais vistosas, mostra-se ao vivo, surpreendentemente atraente.

 O momento em que esta versão se transformou no protagonista maior da edição de 1986 do Rali de Portugal e que provocou o abandono da prova por parte das equipas oficiais. Disso tirou partido Joaquim Moutinho, que viria a vencer esta edição com o fantástico Renault 5 Turbo.

 E comparado em duas escalas, mostra também encontrar-se como de réplica, uma boa reprodução.
 Apenas a cor das jantes poderá merecer alguma referência, mas como no mundo dos ralis estes pormenores sofrem constante substituição, é muito possível que tenha também recebido jantes na cor branca.
 Uma bela peça para coleccionadores, sobretudo se se tratarem de portugueses.
Nota de maior reparo, poderia merecer a tomada de ar ao nível do tejadilho, onde as bocas existentes nas extremidades e a avaliar pela reprodução do modelo à escala 1/43, poderiam levar-nos a supor que deveriam prolongar-se mais para a traseira, tal como é visível na imagem de baixo. Mas felizmente, essa reprodução do modelo mais reduzido, é que me parece encontrar-se mal trabalhada, já que as imagens do modelo real parecem apresentar-nos outra verdade. E assim sendo, a cor das jantes aliado a uma pouca profundidade dos seus centros, parece transformar-se mesmo, no aspecto menos agradável.
O dramático momento encontra-se nesta imagem bem registado.