quarta-feira, 16 de março de 2011

Ferrari 250P 1963 - Racer

A última criação da Racer, o Ferrari 250P nas versões participantes na edição de 1963 das 24 Horas de Le Mans e em que o modelo Nº21 saíu vencedor, apresentam-se com o habitual cuidado já demonstrado em anteriores edições. Apesar disso, parece-me pouco convincente quanto à fidelidade e pureza das linhas do histórico modelo, parecendo-me de linha geral mal reproduzida enquanto maqueta. 
Também a dimensão das rodas se encontra distante de uma boa reprodução, sobretudo ao nível do rodado traseiro que se encontra de reduzida dimensão. O pára-brisas encontra-se mal representado e o vidro lateral mal desenhado, sobretudo junto ao roll-bar onde se encontra demasiado baixo, não alinhando com o respectivo recorte do citado roll-bar. Falha ainda a inclusão dos ganchos inferiores que serviam de encaixe para os macacos.
Mas mais incompreenssível será a falta dos símbolo da Ferrari entre o tampão do combustível e a porta, bem como também o pequeno símbolo que deveria existir à frente, abaixo do número.
Apesar dos possíveis defeitos que possa apresentar, trata-se de um modelo que concerteza cativará muitos amantes do cavalinho italiano e julgo que representará uma mais valia, sobretudo quando a Racer anunciou a edição do camião de transporte dos modelos Ferrari. Quem não se encontrará impaciente e rejubilará com a formação deste interessante conjunto?

Quanto à escala, acreditamos que uma vez  mais a Racer tenha falhado, pela exagerada largura e baixa altura ao solo sobretudo na zona frontal, apresentada pela miniatura.
Os stop's poderiam também apresentar-se com aspecto mais realista ao invés destes de aspecto de plástico puro.